Carregando pagina

Você > Autoconhecimento

Qual tipo de inteligência você possui?

Conheça 7 tipos diferentes e descubra qual é a sua

 
Imagem: Dollar Photo Club

Nossa cultura atual exige, principalmente, o desenvolvimento da inteligência técnica, aquela que aprendemos na escola e em nosso trabalho: lógica, processos, estruturação, racionalização, análise, informação, entre outras. O que acontece é que sem o desenvolvimento das outras inteligências, o conhecimento técnico acaba sendo influenciado por emoções, opiniões rígidas, pontos de vista, julgamentos e outras diversas parcialidades que nos afastam da realidade.

Criamos, então, em nosso dia a dia, o time do pessimista contra o time do otimista. Negativo versus positivo. Bem contra o mal. Prazer e desprazer. Bom e ruim. E assim por diante. Muitas opiniões e pouca verdade. Acabamos nos esquecendo do real. Daquilo que de fato é. E nos atemos a detalhes que levam a discordâncias pontuais que não influenciam ou até mesmo prejudicam as resoluções de problemas. Isso porque queremos dar nossa opinião. Queremos defender nosso ponto de vista. Queremos ser reconhecidos pela nossa genialidade que, muitas vezes, ninguém liga, porque as outras pessoas estão preocupadas com a sua própria.

A inteligência busca, acima de tudo, ser coerente com a realidade como ela é, e não como gostaríamos que fosse ou como achamos que deveria ser. Verdade sem distorções intencionais ou "achismos". Um compromisso de enxergar a verdade e diminuir nossa vaidade que defende um ponto de vista específico e exclui a validade dos demais, resultando em discussões pobres que só trazem à tona ainda mais emoções densas. Isso não é inteligência. É orgulho.

As 3 fases da inteligência

A inteligência passa por três aspectos: receptividade (ouço e acredito), investigação (ouço, acredito e pesquiso) e prática (ouço, acredito, pesquiso e aplico em minha vida).

  • 1Parar na primeira fase faz com que nos tornemos excessivamente crédulos, ou que sejamos os famosos "papagaios de pirata", aqueles aue saem apenas replicando o que escutam e ainda defendem a opinião dos outros cegamente-
  • 2Chegar à segunda fase já é um diferencial, mas parar nela dá grande abertura a retóricas inconclusivas, disputas de vaidade para ver quem "sabe" mais, muita análise e acúmulo de conhecimento e pouca prática. Também não adianta.
  • 3As duas primeiras fases são importantes para que possamos confiar no que nos foi transmitido por alguém e chegarmos à terceira fase, na qual o conhecimento se transforma em sabedoria e a informação é manifestada na realidade. Com a prática podemos saber se o que foi dito realmente se enquadra em nossa vida e deve ser levado em consideração.

Uma dica para continuarmos em constante evolução em nossas vidas e nos afastarmos de discussões corriqueiras é buscarmos e darmos atenção a informações e conhecimentos que possamos aplicar em nossas vidas (fase 3) e diminuirmos a importância e o envolvimento com informações e conhecimentos que não possamos aplicar em nosso dia a dia (fases 1 e 2).

Os 7 tipos de inteligência

Podemos desenvolver nossa inteligência em diversas áreas da nossa vida e identificar a partir de sete macroáreas (ou aspectos comuns a todos os seres humanos) onde nossa vocação ou nossas habilidades se encaixam, para podermos então desenvolvê-las.

Para despertar e equilibrar cada uma das inteligências podemos escolher autodesafios por um período específico de nossa vida (como uma semana, uma quinzena ou um mês), estabelecer uma frequência (quantos dias o autodesafio será realizado dentro do período determinado) e a intensidade (quanto tempo ou quantidade de vezes realizarei dentro da frequência estabelecida).

1 - Inteligência Física

 
Imagem: Stock Upp

Esta inteligência está aliada aos aspectos do desenvolvimento e melhoria do corpo físico e da sobrevivência."Esta inteligência está aliada aos aspectos do desenvolvimento e melhoria do corpo físico e da sobrevivência."

A inteligência física se baseia no estudo do corpo humano, na prática através de exercícios físicos e/ou de respiração, entendimento do comportamento do corpo, músculos, glândulas endócrinas, ingestão de alimentos e vitaminas e até mesmo periódicos contatos com situações de risco que liberam grandes quantidades de adrenalina no corpo. O principal aspecto dessa inteligência é a análise e medição das reações do corpo sobre as diversas e constantes experimentações em si mesmo ou em outras pessoas.

Alguns dos profissionais que desbravam esta área são médicos, esportistas, nutricionistas, exploradores, seguranças, policiais, bombeiros, analistas financeiros e contadores.

Se você se identificou com este tipo de inteligência, confira algumas dicas de autodesafios para despertar ainda mais seu dom:

  • Diminuir tempo de sono
  • Cortar algum tipo de alimento que você goste muito (açúcar, carne, laticínio, etc)
  • Diminuir o uso de drogas lícitas ou ilícitas (álcool, cigarro, automedicação, etc)
  • Iniciar uma rotina de exercícios

2 - Inteligência Emocional

 
Imagem: Stock Up

As emoções estão principalmente ligadas aos nossos prazeres e desprazeres. Tendemos a julgar aquilo que nos dá sensações agradáveis como bom, e o que nos oferece sensações desagradáveis como ruim. Porém, isso nada mais é do que percepções baseadas em nossas crenças particulares. A pessoa equilibrada emocionalmente tende a ter uma maior tranquilidade interna (não só a demonstrada externamente), satisfação com aquilo que possui e baixo impulso de compra e consumo."A pessoa equilibrada emocionalmente tende a ter uma maior tranquilidade interna (não só a demonstrada externamente), satisfação com aquilo que possui e baixo impulso de compra e consumo."

Outras pessoas canalizam sua forma de inteligência emocional buscando a empatia por outras pessoas e entendendo o que elas anseiam. Tornam-se grandes artistas em seus trabalhos - desde que escolham fazer com o intuito de levar bem-estar ao outro e não tirar proveito ou vantagem do desejo ou necessidade alheia.

Os profissionais ligados à área emocional podem ir desde aqueles que estimulam os prazeres, como agentes de viagens, massagistas e cozinheiros, até os que lidam com nossas aversões ou traumas, como psicanalistas, psicólogos, treinadores comportamentais, etc.

Se você se identificou com este tipo de inteligência, confira algumas dicas de autodesafios para despertar ainda mais seu dom:

  • Mastigar mais vezes
  • Diminuir entretenimentos
  • Ler um livro por prazer
  • Cortar supérfluos

3 - Inteligência Técnica

 
Imagem: iStock

Esta é a área do desenvolvimento de processos, planejamento, habilidades, disciplina e organização. O não desenvolvimento desta inteligência leva ao perfeccionismo, abuso de poder, desejo de controle, busca excessiva por reconhecimento, protecionismo, inflexibilidade, teimosia, etc."O não desenvolvimento desta inteligência leva ao perfeccionismo, abuso de poder, desejo de controle, busca excessiva por reconhecimento, protecionismo, inflexibilidade, teimosia, etc."

Esta inteligência se revela a partir da facilidade em criar cronogramas, organogramas, fluxogramas e de organizar com certa facilidade as tarefas de curto e longo prazo, tanto de si mesmo como as de possíveis liderados ou pessoas próximas. Por exemplo, esta característica pode estar presente tanto em um líder que organiza toda sua equipe quanto em uma mãe ou pai de família que direciona as atividades do filho, traça rotas de viagem, determina agenda de atividades, etc.

Os profissionais ligados ao desenvolvimento técnico são professores, especialistas, técnicos, analistas, gerentes, planejadores. Já aqueles que desenvolvem o equilíbrio dos excessos desta área são consultores, coaches, mentores, etc.

Se você se identificou com este tipo de inteligência, confira algumas dicas de autodesafios para despertar ainda mais seu dom:

  • Criar planejamento de rotina
  • Organizar a casa, quarto, armários
  • Diminuir competitividade nos esportes
  • Ser pontual

4 - Inteligência Relacional

 
Imagem: Stock Up

Aqui se encontram atributos como empatia, simpatia, cumplicidade, amizade, compartilhamento, etc. Os excessos dessa área podem ocorrer por querer agradar demais os outros e acabar sendo inconveniente ou soar falso. Esta área possui a grande capacidade de se conectar com pessoas de maneira fácil."Esta área possui a grande capacidade de se conectar com pessoas de maneira fácil."

Algumas delas tiram proveito disso e buscam superficialidade nas relações apenas para buscar benefícios para si mesmo e manter um relacionamento agradável com a outra pessoa, desde que não intervenha em seus interesses e prazeres pessoais. Outras se permitem servir às pessoas de maneira a pensar no bem-estar de todos os envolvidos, incluindo si mesmo, criando relações ganha-ganha ou nada feito.

Nesta área estão os profissionais de recursos humanos, sociólogos, diplomatas, terapeutas de casais, vendedores, telemarketing, etc.

Se você se identificou com este tipo de inteligência, confira algumas dicas de autodesafios para despertar ainda mais seu dom:

  • Usar transporte público
  • Ajudar uma pessoa que precisa
  • Mudar o que nos criticam, se for lógico
  • Pedir desculpas

5 - Inteligência Expressiva

 
Imagem: Istock

Esta área é onde encontramos aqueles que se apoiam na comunicação como principal característica. A fala deve ser equilibrada com o silêncio, grande dificuldade desta área. Zona onde se encontram os artistas, jornalistas, publicitários, oradores, palestrantes, locutores, radialistas, atores, artesãos, entre outros. Se a natureza em se expressar e se expor ao outro estiver presente, sem ou com um mínimo de vergonha, é porque esta característica é bem desenvolvida na pessoa."Se a natureza em se expressar e se expor ao outro estiver presente, sem ou com um mínimo de vergonha, é porque esta característica é bem desenvolvida na pessoa."

Neste tipo de inteligência, deve-se ter o cuidado de não cair em orgulho/arrogância/prepotência, por identificar em si grande potencial e ser obrigado a passar por situações que gerem algum tipo de queda, indo do orgulho à vergonha - sentimento extremamente incômodo e delicado para quem trabalha ou interage com esse tipo de inteligência.

Se você se identificou com este tipo de inteligência, confira algumas dicas de autodesafios para despertar ainda mais seu dom:

  • Ficar em silêncio por um período
  • Silenciar quando sentir que precisa falar
  • Falar quando sentir que precisa silenciar
  • Cortar fofocas, bulliying e piadinhas

6 - Inteligência Racional

 
Imagem: Istock

Aqui encontramos os aspectos racionais e de compreensão de si mesmo e do outro. O perigo desta área é a retórica distorcida e os julgamentos. Essa inteligência é caracterizada pela facilidade em trocar condenação por compreensão, emoção por razão, achismo por fato, subjetividade por objetividade, acusação por acordo."Essa inteligência é caracterizada pela facilidade em trocar condenação por compreensão, emoção por razão, achismo por fato, subjetividade por objetividade, acusação por acordo."

Busca harmonia entre as partes, quando necessário baseando seus embasamentos na legislação. Os profissionais mais condizentes com esta área são os bons, honestos e verdadeiros juízes, pesquisadores, cientistas, doutores, acadêmicos, filósofos, entre outros.

Se você se identificou com este tipo de inteligência, confira algumas dicas de autodesafios para despertar ainda mais seu dom:

  • Observar os pensamentos e não se envolver com eles
  • Abandonar a necessidade de estar certo
  • Perdoar a si mesmo e quem te magoou
  • Assistir um filme que traga autorreflexão

7 - Inteligência Espiritual

 
Imagem: Istock

O sétimo tipo de inteligência é o da espiritualidade. Aquilo que está além do corpo e da mente. A ligação do ser humano com algo maior. A intuição está constantemente presente neste tipo de inteligência e a base da sua ação é o amor pelo próximo e o serviço altruísta, que não busca ganho pessoal mesquinho ou egoísta."A intuição está constantemente presente neste tipo de inteligência e a base da sua ação é o amor pelo próximo e o serviço altruísta, que não busca ganho pessoal mesquinho ou egoísta."

São pessoas que vivem em prol de algo maior que elas mesmas. Entendem a si mesmas como uma vida tão importante quanto todas as outras e, em alguns casos, facilitam através do ensino que outras pessoas possam enxergar esses aspectos em si mesmas.

Aqui encontramos os verdadeiros sacerdotes, discípulos e professores espirituais, uma parcela dos físicos quânticos, metafísicos, monges, entre outros.

Se você se identificou com este tipo de inteligência, confira algumas dicas de autodesafios para despertar ainda mais seu dom:

  • Meditar
  • Orar
  • Agradecer continuamente
  • Ler um livro sagrado (Novo Testamento, Torá, Alcorão, Bhagavad Gita, Cânone Pali, Tao Te Ching, etc)

Se você quiser entender cada tipo de inteligência, pode fazer os autodesafios aos poucos, começando com um, depois com dois, três, e assim por diante. A Pandora Evolução Consciente possui uma lista de autodesafios que podem ser encontrados aqui.

Desta forma, poderá equilibrar as inteligências trabalhadas em excesso e desenvolver as que estão negligenciadas.

Boas descobertas. Gratidão!

Sobre o autor

Sobre o autor

Vitor Esprega - É Trainer de Alta Performance da Pandora - Evolução Consciente. Estudioso dos caminhos espirituais, é formado em Coaching com Psicologia Positiva. Clique aqui para acessar seu blog ou aqui para o Canal do Youtube.

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Pandora - Evolução Consciente

É uma empresa de Treinamentos que inspira as pessoas a encontrarem a sua essência e despertarem o máximo de seu potencial. Saiba mais »

  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS