PUBLICIDADE

Você > Desenvolvimento Pessoal

Qual seu talento reprimido?

Filme Cartas para Julieta nos ajuda a refletir sobre dons que negamos

Por: Yubertson Miranda

 

Você costuma olhar ao seu redor e detectar muitas pessoas desanimadas? Percebe várias ao seu lado sem energia, sem vitalidade e com aquela cara de tristeza? Encontra gente sem um pingo de entusiasmo e paixão? Você está assim? O que será que falta em sua vida para que você volte a brilhar e se sentir repleto de vida?

Na Psicologia Analítica, uma faceta de nossa personalidade é chamada de Sombra. Muitas pessoas consideram que esse aspecto de nossa natureza é o depósito de vários lixos que jogamos no inconsciente. Acreditam que nosso pior lado se encontra na Sombra - e aí deve permanecer.

Na verdade, a Sombra guarda muitos dons que reprimimos desde tenra idade. Algum comentário brusco de uma professora sobre a sua forma de desenhar, por exemplo, pode ter sido lido por você, mesmo que inconscientemente, como: "O que eu desenho é ruim, feio. Não quero desenhar mais, para não receber mais crítica". Quando você escreveu uma poesia e mostrou para seus pais, talvez um deles não estava num bom dia e acabou tecendo comentários bem pesados e ruins sobre sua escrita. E isso foi lido por você como: "O que eu crio e coloco no papel é algo feio e ruim. Não quero mais escrever poesias, pois elas geram comentários que me machucam, que me ferem."

E por aí vai...Muitos talentos foram negados, bloqueados e reprimidos em nosso íntimo, formando grande parte de nossa Sombra. O problema é que o fato de não estarmos desenvolvendo tais dons, os quais seriam desafiantes e nos deixariam muito entusiasmados com o prazer de expressá-los, acaba minando nossa energia. A força para continuarmos deixando esses atributos reprimidos exaure nossa vitalidade e nos deixa desanimados.

Sabe por quê? Porque representam algo pelo qual somos apaixonados! E a paixão em fazer aquilo que nos dá prazer e nos proporciona tanta satisfação é o que nos enche de vida! Enquanto não mergulharmos na superação desses bloqueios e autorrepressões que nos impomos para não experimentar a dor do passado, poderemos viver desanimados, tristes, sem vitalidade no presente e no futuro.

O que realmente lhe dá prazer?

Repare as pessoas que vivem nos finais de semana uma vida oposta à que mantêm durante a semana. Executivos, profissionais liberais e estudantes que, no sábado e no domingo, se dedicam ao aeromodelismo, a escalar, a pintar, a correr e a fazer esportes radicais estão vivendo algo que lhes dão vida. Eles se sentem entusiasmados quando vivem essas atividades, as quais lhes energizam para a vivência cotidiana de segunda a sexta-feira.

Ontem eu assisti ao filme Cartas para Julieta. Nele, a personagem Sophie, no início, se relacionava com um noivo absolutamente apaixonado por aquilo que fazia. E ela não tinha a coragem de assumir sua paixão por escrever, pois não propunha ao seu chefe, dono de uma revista, essa oportunidade.

Até que, numa viagem à Itália, Sophie se depara com uma experiência que lhe permite escrever. E constata o poder de transformação que as palavras usadas por ela numa carta possuem. Anima-se com os efeitos do que escrevera e continua nesse processo. Até que tem a coragem de mostrar o que criara através da escrita e seu chefe aprova.

Quando ela assumiu esse dom, desenvolvendo-o, expressando-o, sua vida adquiriu mais sentido, mais significado, mais paixão. No caso dela, também literalmente...Mas não posso contar, para não estragar as surpresas a quem ainda não o filme.

Então, se você se encontra desanimado, sem vida, sem vitalidade, pergunte-se: quais os talentos que estou reprimindo? E procure meios de expressá-lo. Perceberá o quanto seu dia-a-dia se tornará muito mais empolgante, com você estando mais vibrante e entusiasmado.

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Yubertson Miranda

Yubertson Miranda é numerólogo, astrólogo e tarólogo. Formado em Filosofia. Ama encontrar significado nos eventos do dia-a-dia. É autor das análises numerológicas do Personare. Saiba mais »

contato: yubertson-revista@personare.com.br
  • e-mail
  • Imprimir

MATÉRIAS RELACIONADAS

E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS

NEWSLETTER

GRATIS
minimize close
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA A NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS