Solange Lima
Por Solange LimaLeia em 5 min.06/04/2016 Atualizado em 07/05/2018

Qual cheiro pode ser usado em seu negócio?

Aromas atraem clientes e potencializam vendas de produtos e serviços

Qual cheiro pode ser usado em seu negócio?

Os aromas podem despertar emoções, sensações e memórias, como o cheiro da grama molhada depois da chuva, o pão fresquinho saindo do forno, o bolo no final da tarde… Ao inalarmos um aroma, em questão de segundos ele está no sistema límbico – região na qual está o hipotálamo, a parte do cérebro que processa pensamentos e sentimentos.

E isso significa que podemos usar a Aromaterapia a nosso favor para influenciar a venda de produtos e serviços ou até a fidelidade dos clientes. E como isso é feito? Por meio da criação de uma memória, através de uma identidade olfativa. A ideia é que todas às vezes que o cliente sentir aquele cheiro se lembre da sua loja, empresa, produto ou marca.

Curiosidade

A palavra perfume deriva do latim “per fumum”, que significa “através da fumaça”. Na antiguidade, a fumaça que era formada quando folhas e flores caíam na gordura enquanto as carnes eram assadas, fez com que os seres humanos percebessem que seu aroma não só era intenso, como também trazia bem-estar. Da prática das fogueiras e da queima de plantas perfumadas surgiu o incenso como uma necessidade não só do ponto de vista curativo, mas também nos rituais religiosos, de todas as culturas. Os antigos egípcios acreditavam que toda alma possuía uma fragrância. Cleópatra a usava para atrair seus parceiros amorosos, por meio dos famosos banhos de rosas preparados no intuito de seduzir.

O marketing olfativo é uma importante ferramenta de negócios, pois ajuda a distinguir sua marca das outras, trata o cliente como alguém especial, levando-o a este mundo de sensações, e melhora as relações no ambiente de trabalho. Através da aromatização de pontos de venda, consultórios, clínicas, spas, dentre outros, é possível ainda estimular o bem-estar do cliente e aumentar sua permanência no local, deixar o espaço mais agradável e estimular o desejo de consumir, fortalecendo uma experiência de consumo e uma lembrança positiva de sua marca.

Outra sacada nesse sentido são as campanhas publicitárias e eventos, usados como forma de reter a atenção do cliente, como os anúncios perfumados em revistas, em comunicações ou lançamentos de novos produtos. Hoje grandes marcas investem no aroma personalizado e no marketing olfativo.

Como colocar mais cheiro no seu negócio?

Esse trabalho é feito através de uma reunião com o interessado, no qual é feito um levantamento de todas as necessidades do negócio, como perfil da clientela (faixa etária, sexo) ou da marca, aromas preferidos, formas de aromatização, circulação dos clientes e funcionários, horário de funcionamento e infraestrutura do ambiente, entre outros. Enfim, cada caso deve ser analisado de forma personalizada. Após esse trabalho, são feitas sinergias (blends) para o cliente experimentar e escolher o aroma que mais lhe agrada. Essa sinergia é composta de mais de um óleo essencial ou essência sintética, pois o custo é diferente para ambos.

Como cada empresa tem um perfil diferente, a escolha dos aromas para determinar sua identidade olfativa precisa ser feita por meio de um trabalho personalizado. Mas é possível oferecer algumas dicas gerais de uso dos óleos no seu negócio, que ajudarão a trabalhar questões do dia a dia entre sua equipe e clientes. Veja abaixo.

Negócios que exigem tranquilidade, equilíbrio e harmonia – podemos optar por óleo essencial de Lavanda.

Negócios que precisam de doses de bom humor e alegria – podemos sugerir aromas cítricos, como óleos essenciais de Laranja Doce, Tangerina ou Bergamota, com um amadeirado, como o óleo essencial de Cedro.

Negócios que exigem comunicação e negociação – nesse caso, podemos usar o óleo essencial de Limão com óleo essencial de Patchouli, que facilitam na comunicação.

Negócios que exigem atenção aos detalhes – para locais de produção, nos quais precisamos de foco e concentração, podemos optar pelo uso do óleo essencial de Hortelã Pimenta ou Capim Limão.

Negócios que exigem respeito e paciência – podemos optar pelo óleo essencial de Limão.

Negócios que exigem beleza, gosto estético apurado – podemos brincar com vários aromas, combinando óleos cítricos (Tangerina, Laranja Doce) com amadeirados (Vetiver).

Forma de uso

Basta diluir de 3 a 5 gotas de cada óleo indicado com um pouco de água em um difusor elétrico. A quantidade é indicada para áreas de até 30 m².

Como alguns óleos essenciais têm contraindicações, o melhor é sempre consultar um aromaterapeuta para orientações de como utilizá-los em locais onde há muita circulação de pessoas.

Lembre-se que é o aroma que trará a lembrança e a memória do seu produto, negócio ou marca. Para mais informações, escreva para mim. Boa sorte!

Solange Lima

Solange Lima

Terapeuta holística e numeróloga. Utiliza técnicas como Florais, Aromaterapia, Cromoterapia, Shiatsu, Reflexologia e Reiki. Realiza atendimentos em São Paulo.