Ceci Akamatsu
Por Ceci AkamatsuLeia em 5 min.11/04/2018 Atualizado em 15/05/2018

Quais os reais motivos da traição?

Terapeuta energética explica por que pessoas traem, são traídas ou viram amantes

Quais os reais motivos da traição?

“Traição é o acúmulo de mentiras internas de cada um dos parceiros – com eles mesmos e entre os dois. E ela ensina um importante aprendizado para todos”. É o que diz a terapeuta energética, Ceci Akamatsu. No áudio abaixo, ela explica o que está por trás da infidelidade para quem trai, é traído ou só se envolve com pessoas comprometidas.

O que pode levar alguém a trair? Às vezes, a pessoa tem problema de baixa autoestima, precisando se sentir valorizada e validada. Assim, acha que a energia da conquista a ajudará a conseguir isso. Essas pessoas traem porque têm o desejo de sempre validarem seu amor-próprio, que, na realidade é ilusório.

Outra razão para a infidelidade seria o medo de se envolver. Então, à medida que a pessoa percebe que se envolverá emocionalmente, ela trai, interrompendo esse sentimento.

Existe mais um motivo que leva as pessoas a traírem: o fato de já terem sido vítimas de uma traição. O medo de passar pela situação novamente é tão grande que, para se sentirem “aliviadas”, preferem trair antes, para que, caso aconteça com elas, não sejam tão atingidas emocionalmente.

Por último, o que pouca gente fala é que a vítima da traição geralmente carrega consigo um desafio pessoal de assumir a responsabilidade pelos seus atos e entender qual foi sua contribuição, de forma negativa, para o relacionamento.

Traição é construída por cada pessoa na relação

A traição não é algo que ocorre de repente. Geralmente, ela é construída, mas de um jeito muito sutil, sendo difícil de perceber. As duas pessoas da relação vão construindo mentiras e ilusões dentro de si, o que eclode no nível físico, através da traição.

As duas pessoas da relação vão construindo mentiras e ilusões dentro de si, o que eclode no nível físico, através da traição.

São aquelas pequenas coisas do relacionamento, sobre as quais pensamos: “vou deixar passar essa situação”, “percebi uma coisa, mas é besteira da minha cabeça”. Não é que precisamos ficar encucados o tempo todo com tudo que acontece, mas devemos ficar atentos aos nossos próprios sentimentos e à real intenção por trás de cada atitude.

Por exemplo, muitas vezes deixamos algumas situações passarem por termos medo do outro ficar bravo quando, na realidade, isso é uma traição com a gente mesmo, o que gera uma energia de traição e mentira na relação.

Traição geralmente é o acúmulo de mentiras internas de cada um dos parceiros – com eles mesmos e entre os dois – fazendo com que seja um aprendizado para todos os envolvidos.

Traição transmite importante mensagem aos envolvidos

O aprendizado para quem trai é perceber qual é a sua real escolha: vale realmente a pena esse sentimento de querer se validar através da traição? Por que você acaba colocando em risco a relação com uma pessoa que ama? Essa pessoa precisa refletir o que realmente é importante para ela, o que realmente quer, o que entende por amor de verdade.

Para quem é traído, o aprendizado é reconhecer a sua própria parcela de responsabilidade nesta situação, o que é muito difícil, por causa da dor que carrega. O desafio dessa pessoa é ser mais forte do que a sua dor e olhar com verdade para ver como também contribuiu para que acontecesse. Reflita: por que se envolveu nessa situação? Por que se envolveu com uma pessoa que tinha tendência a trair?

Uma reflexão importante para quem atrai pessoas comprometidas é perceber as suas próprias contradições internas. Quais sentimentos são esses que estão gerando as contradições e que, na vida física, levam essa pessoa a vivenciar um relacionamento com alguém comprometido? Será que não tem uma parte sua que sente medo de viver uma relação? É muito comum que os que se envolvem com alguém já comprometido falem que querem um relacionamento e não têm medo disso, mas geralmente o temor existe sim, eles apenas não percebem.

A vida não mente. Então, se a pessoa está se envolvendo com alguém comprometido, existe alguma questão contraditória em sua vida.

Se a pessoa está se envolvendo com alguém comprometido, existe alguma questão contraditória em sua vida.

Ela provavelmente tem algum medo de envolvimento. É preciso se abrir para descobrir a origem desse medo, de onde ele vem?

É só pensar que aqueles que estão nesta situação, ao se envolverem com alguém que já é comprometido, acabam tendo um relacionamento, ao mesmo tempo em que não o têm. É preciso entender que a qualidade energética de contradição, antes de tudo, está dentro da própria pessoa, ela apenas não consegue identificá-la.

Afirma querer um relacionamento com uma pessoa não comprometida, mas ela só atrai aquilo que o seu conjunto energético oferece. Ela carrega a ferida emocional da traição, que está interiorizada nela. Além disso, carrega também a energia do querer se envolver com alguém e do medo da traição, o que gera uma contradição dentro do seu conjunto energético, se materializando no mundo físico na forma de um relacionamento com alguém comprometido.

Ceci Akamatsu

Ceci Akamatsu

Terapeuta Acquântica, faz atendimentos presenciais no Rio de Janeiro, em São Paulo e à distância. É a autora do livro Para que o Amor Aconteça, da Coleção Personare.