Carregando pagina

Família > Filhos

Quais os desafios da maternidade?

Psicólogos e terapeutas respondem questões levantadas pelas leitoras

 

Ser mãe é um desafio diário. Seja qual for a idade dos filhos, há sempre alguma situação em que não se sabe qual a melhor forma de agir. Porque como diz aquela expressão popular, "filho não tem manual de instruções". Embora as mães conheçam seus filhos como ninguém, muitas vezes gostariam de recorrer à ajuda de profissionais para confirmar qual o melhor caminho a seguir.

Consultamos algumas mães para descobrir quais os desafios que estão vivendo atualmente. E contamos com a ajuda dos psicólogos Melissa Mell e Rodrigo Garcez e da psicoterapeuta Célia Lima, colaboradores da Revista Personare, para orientá-las. Confira a seguir.

Crianças até 4 anos

  • Limites

"Como saber se estou acertando?", perguntou Carla, mãe de uma menina de 2 anos. Ela revelou que tem dúvidas a respeito dos limites e quer evitar que a filha pense que pode ganhar tudo no grito. Por outro lado, chamar atenção toda hora pode reprimir a criança?

A psicoterapeuta Célia Lima esclarece que a primeira coisa que as mães devem ter em mente é que não vão acertar sempre. Ela sugere que Carla não tenha medo de "contrariar" sua filha, mas que converse, explique suas razões. E que não diga "não" se tiver certeza de que vai dizer "sim" caso ela insista. "Aos poucos sua menina compreenderá que precisará de bons argumentos para conseguir o que deseja, sem ser através da agressividade ou da manha. Tenha paciência", explica a psicóloga.

  • Paciência

Paciência é o que também deseja Ana Cristina, mãe de uma menina de 1 ano e 5 meses. Professora, ela pretende dar mais qualidade ao tempo que passa com sua filha. "Um dos fatores que eu mais me cobro é a questão de ter paciência, já que passo o meu dia exercitando isso com o filho dos outros", confessa. Célia Lima recomenda que Ana Cristina tente separar bem a vida pessoal e profissional. "Ao sair do trabalho, saia mesmo! Dedique-se à sua pequena, vocês duas são um universo particular que não tem nada a ver com seu trabalho. Respire fundo e recomece sempre que sentir que a paciência lhe falta. Uma fórmula floral composta por Impatiens, Aloe Vera, Olive, Pine e Elm pode lhe ajudar a encontrar calma", recomenda Célia.

  • Dormir sozinho

Para Fernanda, mãe de um menino de quatro anos, o desafio é fazê-lo dormir sozinho em seu quarto. A aromaterapeuta e psicóloga Melissa Mell indica que Fernanda use um difusor elétrico (do tipo que se pluga à tomada) no quarto dele e coloque 7 gotas de óleo de lavanda alguns minutos antes dele ir para a cama. O óleo de lavanda possui propriedades relaxantes muito fortes. Além disso, combate a insônia, irritabilidade e o medo. "Não é à toa que utilizam tanto o "cheirinho de lavanda" em produtos infantis", explica Melissa.

A partir de 8 anos

  • Livros x internet

Uma dúvida compartilhada por muitas mães de crianças e adolescentes é como estimular os estudos e o interesse pela leitura nos filhos hoje tão ligados em internet. Chantal vive isso com sua filha de 11 anos e pergunta: "Como despertar essas potencialidades"?. Célia Lima sugere que sejam feitos acordos: "Colocar limites no número de horas na internet é fundamental, mas deixe que ela se responsabilize pela escolha do período que deseja estar conectada. Pode ser depois de finalizar a lição, por exemplo. Quanto ao interesse por leitura, é importante que desde pequenas as crianças percebam a importância e despertem o gosto pela informação e pelos livros, e isso depende do exemplo dos pais. Uma dica é ler o mesmo livro que sua filha e propor que conversem sobre as impressões que tiveram" .

Outra sugestão para a questão levantada por Chantal é usar óleos essenciais para potencializar a capacidade de concentração. Segundo Melissa Mell, o óleo de limão melhora a capacidade de concentração e combate o cansaço mental, por isso é muito bom para momentos de leitura e estudos em geral.

  • Ansiedade

A aromaterapia também pode ser uma aliada para Adriana, que deseja lidar melhor com a ansiedade de suas filhas de 8 e 10 anos. Ela conta que as meninas sentem necessidade de antecipar assuntos e informações que deveriam ser abordadas mais para frente, como sexo, por exemplo. Melissa indica o óleo de laranja, que é calmante e reduz a preocupação. Basta colocar 7 gotas do óleo no difusor elétrico e deixá-lo nos quartos das crianças.

  • Sexo

E quando realmente chega a hora de conversar sobre sexo, como agir? Assim como Adriana, Simone também tem uma filha de 10 anos, que acompanha a novela "Malhação". Como o programa mostra cenas de sexo, ela quer saber como abordar o tema de forma que sua filha sinta segurança em lhe perguntar as suas curiosidades. O psicólogo e terapeuta reichiano Rodrigo Garcez explica que o mais importante é tratar o assunto com naturalidade. "Não se antecipe levando informações que sua filha talvez não esteja preparada para receber. Assista ao programa com ela quando tiver oportunidade. Conforme ela lhe trouxer dúvidas, vá esclarecendo-as. Lembre-se sempre de utilizar uma linguagem acessível. A educação sexual vinda de casa é um grande passo para fomentar o diálogo sincero entre pais e filhos", completa Rodrigo.

E para você, qual o principal desafio da maternidade? Os especialistas da Revista Personare prepararam artigos sobre diversos temas ligados ao cotidiano das atuais e futuras mamães. Confira outros textos e veja se você se identifica com algum:

Quando a fofura vira um alerta Saiba como identificar, prevenir e tratar a obesidade infantil http://www.personare.com.br/revista/materia/148/quando-a-fofura-vira-um-alerta
Rompendo o cordão umbilical Evite a superproteção estimulando a individualidade das crianças http://www.personare.com.br/revista/materia/149/rompendo-o-cordao-umbilical
A Imperatriz: emoção na dose certa Conheça o arcano que une feminilidade e sabedoria, assim como as mães http://www.personare.com.br/revista/materia/150/a-imperatriz :-emocao-na-dose-certa
Aromaterapia para mães e filhos Óleos essenciais indicados para gestantes, bebês e crianças http://www.personare.com.br/revista/materia/151/aromaterapia-para-maes-e-filhos
Ninho Vazio: como vivenciar O vazio da saída dos filhos adultos traz à tona novos sentimentos http://www.personare.com.br/revista/materia/152/ninho-vazio :-como-vivenciar
Como você percebe seu lado maternal? Descubra o que a Numerologia revela sobre a fase que está vivendo http://www.personare.com.br/revista/materia/153/como-voce-expressa-seu-lado-maternal
Como deixar a culpa de lado? Dicas para lidar com cobranças internas por ficar longe dos filhos http://www.personare.com.br/revista/materia/154/como-deixar-a-culpa-de-lado
Entenda a depressão pós-parto Saiba quais são os principais sintomas e como tratar essa doença http://www.personare.com.br/revista/materia/155/entenda-a-depressao-pos-parto
Shiatsu e acupuntura para gestantes Entenda os benefícios das técnicas orientais durante a gravidez http://www.personare.com.br/revista/materia/156/shiatsu-e-acupuntura-para-gestantes
Ofereça toques de carinho Dicas de massagens para filhos adultos fazerem nas mães http://www.personare.com.br/revista/materia/157/ofereca-toques-de-carinho

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Equipe Personare

Nós, da equipe Personare, também estamos em um processo constante de conhecimento sobre nós mesmos, sobre o mundo e sobre as relações humanas. Saiba mais »

contato: conteudo@personare.com.br
  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS