Carregando pagina

Alimentação > Comer Bem

O que sua fome revela?

Desejo incontrolável por comida é maneira de fugir do que incomoda. Entenda

Por: Luiza Camargo Mendes

 
Imagem: Gratisography

Sentir fome é natural e saudável. Nosso corpo experimenta sinais de fome e saciedade ao longo do dia. Funciona como uma motivação para comer e paramos o que estamos fazendo para ir em busca do alimento. O Mindful Eating, alimentação consciente, nos ajuda a despertar para os sinais que o corpo apresenta neste sentido e a respeitá-los.

Como você percebe que está com fome? Quais são os sinais que seu corpo lhe apresenta?

Esse é o primeiro passo. Aprender a perceber seus sinais de fome e sentir quando estão se aproximando, de forma lenta e progressiva, é vital. Alguns podem sentir algo na barriga, o estômago começando a roncar, ou um certo vazio nesta região. Se não nos damos conta disso e não nos direcionamos para comer, rapidamente os sinais vão ficando mais intensos e outros começam a aparecer, como tontura, dor de cabeça, mau humor, irritação, fraqueza, falta de concentração, roncos fortes no estômago, etc.

Quanto antes notarmos as sensações que aparecerem, melhor. Assim, teremos tempo para decidir o que iremos comer, de forma mais tranquila. Se ficarmos com muita fome (ou famintos), as decisões pelo o que comer tendem a ser mais confusas e, com isso, acabamos ingerindo o que tiver pela frente, por ser mais fácil, e não uma escolha consciente.

Alimentação deve ser programada na sua rotina

Programar seu dia e incluir a alimentação nesta organização é interessante. Por exemplo: você visitará um cliente fora do escritório e, sabendo disso, pode planejar uma ida a um restaurante de qualidade próximo ao horário do almoço. Também funciona quando for agendar as reuniões e programar os intervalos que terá para fazer seu lanche, ou, ainda, levar consigo opções para comer quando estiver fora do escritório. Isso lhe permite escolher o que vai comer, ao invés de ficar refém das opções que existem no momento, ou até de ficar com fome, pois não tem nada para comer.

+ Hábitos alimentares perigosos no trabalho

Uma dose de flexibilidade é importante, pois temos que nos ajustar ao que é possível no momento e não gerar mais estresse para seu dia.

O que você está preenchendo com a comida?

Além disso, há um outro tipo de fome que é importante ser notado. Sabe quando queremos uma distração, dar uma pausa no dia ou uma recompensa, e buscamos a comida para preencher esse espaço? Neste cenário, o melhor a se fazer é notar que você não está com fome, mas sim ansioso para terminar alguma tarefa e precisando dar uma pausa para refrescar a cabeça e poder continuar. Quando conseguimos perceber o que está acontecendo fica mais fácil decidir o caminho que devemos escolher, como dar uma volta do quarteirão, conversar com um colega, parar dez minutos e respirar, fazer um alongamento... Cuidar de você!

A fome do coração, aquela que é mais emocional, busca criar uma conexão com algo. Muitas vezes levamos isso para o alimento, no intuito de não precisar olhar muito para o que nos incomoda."A fome do coração, aquela que é mais emocional, busca criar uma conexão com algo. Muitas vezes levamos isso para o alimento, no intuito de não precisar olhar muito para o que nos incomoda."

Assim, fica mais fácil abrir um chocolate e comer assistindo TV. Os desejos vêm para suprir a necessidade de olhar o que estamos sentindo.

Parar um momento, notar como está seu corpo, o que está sentindo e olhar para você com carinho pode auxiliar na escolha do que fazer e encontrar de forma acolhedora o que está precisando.

"Quando separamos um tempo para cuidar de nossas emoções com consciência plena e compaixão, podemos simplesmente comer. Podemos desfrutar de nossa comida sem transformá-la em desejo. Podemos desenvolver um relacionamento saudável e positivo com o ato de comer", Thich Nhat Hanh, em "A Arte de Comer" (Ed. Agir).

+ 4 matérias relacionadas

Você está se punindo com a comida?

Meditação para comer melhor
Não faça dieta, mude sua relação com a comida

Treine a mente para alimentar seu corpo

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR
Luiza Camargo Mendes

Luiza Camargo Mendes

Instrutora de Mindfulness, Mindful Eating e Nutricionista. Promove programas com encontros semanais em grupo e individual, workshops e vivências. www.luizacamargo.com.br | contato@luizacamargo.com.br

  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS