O que são os Arcanos Menores?

Grupo de 56 cartas do Tarot engloba âmbitos emocional, mental, material e prático. Veja significados | Glossário Personare

O que são os Arcanos Menores?

Retirando os 22 Arcanos Maiores de um baralho completo de Tarot, temos os Arcanos Menores – 56 cartas referentes à vida prática, ao cotidiano material, às ideias e aos sentimentos. Estes arcanos se dividem em 4 naipes ou reinos – Ouros, Copas, Espadas e Paus – e cada grupo de cada naipe possui dez arcanos numerados e quatro arcanos com figuras da corte medieval: Pajem (ou Princesa), Cavaleiro (ou Príncipe), Rainha e Rei.

Sem dúvida, os Arcanos Menores são os que mais geram dúvidas entre leigos, estudantes e consulentes. Para entender o que são os Arcanos Menores, é necessário ter noção de alguns fundamentos simbólicos do Tarot e como ele influencia a interpretação das cartas (para saber mais sobre isso, confira esse artigo). A simbologia desses arcanos tem como base a teoria dos quatro elementos da natureza, que também determina o nível de atuação deles. Cada naipe corresponde e traz em sua estrutura visual os objetos e as referências ligados a cada um dos elementos.

São eles:

  1. Paus (corresponde ao elemento Fogo); Palavras-chave: desejo, visão, desafio, espiritualidade
  2. Copas (corresponde ao elemento Água); Palavras-chave: sentimento, imaginação, emoção
  3. Espadas (corresponde ao elemento Ar); Palavras-chave: intelecto, raciocínio, pensamento, comunicação
  4. Ouros (corresponde ao elemento Terra); Palavras-chave: estrutura, trabalho, família, dinheiro

A Teoria dos Quatro Elementos

Além de estarem nos Arcanos Menores, cada um representando um naipe, os quatro elementos podem ser vistos nos Arcanos Maiores de baralhos considerados tradicionais (Tarot de Marselha, por exemplo): na mesa d’O Mago e ao redor da donzela d’O Mundo. Eles representam, ali, a maneira como a pessoa lida ou manipula os elementos disponíveis (O Mago; clique aqui e saiba mais sobre esse arcano) e o que alcança com eles e por meio deles (O Mundo; para saber o significado desse arcano, clique aqui).

Para que serve o Tarot?

Tendo em mente a ideia de que o Tarot é um arcabouço de símbolos, é fácil perceber que ele funciona, basicamente, como a representação de situações ou pessoas. No enfoque da previsão, ele serve para prever o futuro, analisar acontecimentos passados e avaliar o que está em jogo no presente, mas sempre dependendo do contexto em que for utilizado. Já o enfoque da orientação analisa as cartas associando-as a estágios em que nós nos encontramos em certo momento e como podemos resolver problemas, tomar atitudes certas e aproveitar o que é importante.

Ler o Tarot é projetar o que queremos saber a respeito de um momento, situação ou pessoa, representando o objeto e definindo seu rumo ou a atitude mais prudente em relação a ele. Conheça aqui os jogos de Tarot disponíveis no Personare.

Nossos especialistas

Leo Chioda é escritor, tarólogo e especialista do Canal Tarot do Personare. Dedica-se a palestras sobre este oráculo, a pesquisas históricas sobre as cartas e à prática da leitura de imagens. Atualmente, ministra o Curso Online de Introdução ao Tarot. Para saber mais informações, clique aqui.

Alexey Dodsworth é astrólogo há quase 30 anos, membro da MENSA, autor das análises de Astrologia, Tarot e Runas do Personare e cursa doutorado em Filosofia e Ética em Veneza.

Giane Portal estuda Astrologia e Tarot desde 1994, nos quais tornou-se especialista.

Zoe de Camaris é formada em Letras pela PUC-Paraná e pós-graduada pela UFOP-MG. Após começar a estudar Tarot como autodidata, em 1984, fez diversos cursos no Rio de Janeiro e em Curitiba.

 

Equipe Personare

Equipe Personare

Nós, da equipe Personare, também estamos em um processo constante de conhecimento sobre nós mesmos, sobre o mundo e sobre as relações humanas.