O que é o naipe de Espadas no Tarot?

Naipe corresponde a objetividade e inteligência, mas sugere egoísmo | Glossário Personare

O que é o naipe de Espadas no Tarot?

O naipe de Espadas representa o plano mental e intencional e simboliza o que se tem em mente e aquilo que se expressa, de maneira física ou verbal. As Espadas equivalem a intenções, metas e ideais. É um elemento que lida com o que é considerado como cultura adquirida e atitudes tomadas para obter algo específico.

Quando uma pessoa sorteia uma carta do naipe de Espadas, deve saber que estão em jogo o próprio intelecto e o universo associado às crenças, filosofias de vida e certezas. Deve-se levar em consideração a necessidade de ser muito objetivo e claro, o que dependerá de uma boa reflexão sobre as próprias intenções e o que está ao redor delas, tornando mais fácil enxergá-las.

A Teoria dos Quatro Elementos

Os quatro elementos se referem aos elementos naturais: Fogo, Água, Ar e Terra, essenciais à vida humana no planeta. O conceito dos quatro elementos é bem antigo. Remonta à cultura da Índia e da China e estão, portanto, nas bases do Budismo e do Hinduísmo. Mas a raiz da teoria ocidental dos quatro elementos está na Grécia Antiga, quando os filósofos pré-socráticos atestavam ser estas as quatro forças básicas que constituem a matéria.
A ideia perdurou até a Idade Média e acabou sendo disseminada durante o período do Renascimento, quando parece ter influenciado a estrutura dos baralhos de Tarot. Estão presentes e são determinantes em diversos segmentos artísticos e filosóficos como a Literatura, a Alquimia e a Astrologia, por exemplo. Cada sistema se apropria dos quatro elementos e oferece uma interpretação quase unânime sobre eles, já que são forças universais que constituem e também afetam a natureza de dentro e de fora do ser humano.

Naipe composto por 14 cartas representa o elemento Ar

Além das quatro cartas da corte – Rei, Rainha, Cavaleiro e Pajem -, o naipe de Espadas é composto por outras 10 cartas numeradas: às, dois, três, quatro, cinco, seis, sete, oito, nove e dez de Espadas. O Reino desse naipe corresponde ao elemento Ar, segundo a Teoria dos Quatro Elementos (veja box ao lado), e seus símbolos são a faca, o punhal, a lança e a arma, entre outros.

Palavras-chave

Intriga, imaturidade, mentira, egoísmo, frieza, vingança, seriedade, razão, inteligência, ousadia e rapidez.

O ensinamento trazido pelo naipe de Espadas

Quando cartas de Espadas são sorteadas, os pensamentos podem ser tão decisivos quanto qualquer ação prática. Elas ensinam a pensar, raciocinar e analisar a fundo as situações em vez de agir por impulso. São cartas voltadas à maneira de juntar ideias, escolher as palavras e tomar atitudes a partir de um posicionamento. Em vez de temer as cartas de Espadas, é favorável pensar que elas fazem parte do naipe do intelecto, dos jogos mentais, das construções verbais e da argumentação.

O que perguntar quando esse naipe é sorteado?

  • Como estou agindo diante dos acontecimentos?
  • Quais são as melhores palavras a dizer agora?
  • O quanto de atenção devo dar a essa situação?

Para que serve o Tarot?

Tendo em mente a ideia de que o Tarot é um arcabouço de símbolos, é fácil perceber que ele funciona, basicamente, como a representação de situações ou pessoas. No enfoque da previsão, ele serve para prever o futuro, analisar acontecimentos passados e avaliar o que está em jogo no presente, mas sempre dependendo do contexto em que for utilizado. Já o enfoque da orientação analisa as cartas associando-as a estágios em que nós nos encontramos em certo momento e como podemos resolver problemas, tomar atitudes certas e aproveitar o que é importante.

Ler o Tarot é projetar o que queremos saber a respeito de um momento, situação ou pessoa, representando o objeto e definindo seu rumo ou a atitude mais prudente em relação a ele.

Equipe Personare

Equipe Personare

Nós, da equipe Personare, também estamos em um processo constante de conhecimento sobre nós mesmos, sobre o mundo e sobre as relações humanas.