Carregando pagina

Você > Respeito e Solidariedade

O exemplo deixado por Gandhi

Reflita sobre os ensinamentos do líder pacifista

 

Grande alma é o que significa "Mahatma", o título que Mohandas K. Gandhi recebeu ainda em vida dos seus seguidores. E sempre é válido lembrar e nos conectar com o profundo ensinamento que ele nos trouxe: viver pela paz e a verdade. Parece extremamente simples, mas quem conhece sua biografia, descobre a enorme força e vontade inabalável deste homem de corpo magro e vestes simples, um dos mais notáveis dos nossos tempos. Dedicou toda sua vida na sua autorreforma e na libertação de seu povo e seu país.

Viver pela paz e verdade exige muita coragem, coragem dos heróis. Alguém de nós já conseguiu ficar um único dia sem falar uma mentirinha, por mais boba que seja? Pois imagine a grandeza deste homem que enfrentou inimigos poderosos como os dirigentes da Inglaterra e conquistou um a um com amor, respeito e verdade.

Não violência

Ele usava o jejum para se purificar e como "munição", sua arma maior era a "não violência". Este era o meio pelo qual persuadia o povo ou os políticos para aceitarem seus ideais. Tais ideais nunca visavam o prejuízo de alguém, seu anseio era sempre a realização da justiça. Certa vez ele disse: "jejuei para reformar os que me amavam e os meus inimigos". Um grande exemplo de quem valoriza a essência e de desapego às formalidades, tornou-se famosa a passagem que relata que quando ele foi convidado a um evento muito formal na Inglaterra, barraram sua entrada por trajar apenas um pedaço de pano enrolado na cintura e um par de sandálias velhas. Ele então retirou-se e mandou em seu lugar um terno embrulhado numa caixa.

Quando começaram a perceber o grande poder que ele emanava, as pessoas o procuravam como um guru, pediam conselhos e bênçãos. Certa vez, uma mãe muito preocupada com seu filho, que comia muitos doces, pediu a Gandhi que o aconselhasse a largar seu vício. Ele respondeu: "volte aqui em duas semanas". Passado este tempo, quando se encontrou com o menino, Gandhi disse: "Você deve parar de comer doces, isso fará muito mal a sua saúde". Então a mãe do menino perguntou: "Porque o senhor nos pediu para esperar este tempo para aconselhar meu filho?" Ele respondeu: "Porque há duas semanas eu mesmo ainda comia açucar". Desta maneira reformou milhões de pessoas pelo próprio exemplo.

Ele respeitava imensamente as mulheres e dizia que os homens só aprenderiam a amar observando-as. E quanto ao amor disse: "Se um único homem chega à plenitude do amor, neutraliza o ódio de milhares".""Se um único homem chega à plenitude do amor, neutraliza o ódio de milhares"."

É com este espírito de profunda simplicidade e conexão com a humanidade que Gandhi se tornou um ícone da paz, um herói de verdade e fonte de inspiração para todos nós.

Para continuar refletindo sobre o tema

Leitura complementar para adultos: "Gandhi - Autobiografia. Minha vida e minhas experiências com a verdade", Mahatama Gandhi, ed. Palas Athena
Leitura complementar para crianças: "Gandhi - O herói da paz", Ligia Miragaia e Maeve Vida, ed. Omnisciencia

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Karin Fromm

Fisioterapeuta e psicoterapeuta, atualmente estuda medicina ayurvédica. Atende em consultório particular em São Paulo e mantém um blog sobre saúde e prazer. Saiba mais »

contato: karinffromm@hotmail.com
  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS