Carregando pagina

Amor > Relacionamento

O amor é lindo? Nem sempre

Entenda porque algumas pessoas se destroem em nome deste sentimento

 

Quando falamos em amor, a tendência é pensarmos em romance, carinho, jantar à luz de velas e noites intermináveis de paixão. O amor é lindo... Até a hora em que o romance vira briga, o carinho é substituído por raiva, e a pessoa parceira não aparece para o jantar ou dorme antes da noite começar.

Tudo é indiscutivelmente lindo quando atende as nossas expectativas, quando não precisamos lidar com dificuldades, e as situações acontecem do jeito que a gente quer. Porém, é só algo sair diferente do que esperamos e já começamos a não achar o amor tão bonito assim. Geralmente valorizamos os bons momentos junto à pessoa amada, mas queremos esquecer as brigas e as dificuldades da vida afetiva.

Aline, protagonista da história "O amor não é nada do que me disseram", que faz parte do livro "Para que o amor aconteça", da Coleção Personare, já viveu esse tipo de situação. Ela narra como a cada momento de seu relacionamento com Leo, quando tudo parecia lindo, algo acontecia e o sonho acabava se tornando um pesadelo. Expectativas não atendidas, traições, divergências, frustrações, sofrimento - questões e sentimentos como esses poderiam fazer Aline perder a esperança no amor, levando-a a acreditar que o sentimento não é afinal tão lindo assim. Mas Aline foi compreendo ao longo de seu relacionamento que o amor é muito mais simples e bem menos glamuroso do que as novelas, filmes e contos de fada nos fazem acreditar. E abrindo mão dos conceitos idealizados, ela foi descobrindo a real beleza do amor.

Crises trazem oportunidades de crescimento

Geralmente esquecemos que é por meio das situações desagradáveis que crescemos e nos tornamos capazes de viver as alegrias afetivas. Os momentos que consideramos felizes e belos são apenas como a moldura bonita de uma linda pintura ou como a cereja do bolo. A verdadeira beleza do quadro é a pintura em si: todo o caminho de construção, todas as experiências vividas e aprendidas para conseguir chegar aos momentos agradáveis. O verdadeiro sabor delicioso está no bolo, no conteúdo da relação, com todos os seus momentos bons ou ruins, e não na cereja, representada pelas horas de alegria.

Em cada briga, em cada minuto da rotina maçante e em cada desgaste está a construção e a superação em nome do amor. A verdadeira beleza está na perseverança, na capacidade de escolhermos nos manter no amor, apesar de toda pressão e desarmonia. Aí reside a verdadeira beleza. Aquilo que consideramos muitas vezes sem graça, chato e ruim na vida amorosa carrega uma beleza infinita representada pela força, superação, e crença de que é possível continuar acreditando no amor. Isso não quer dizer que a vida afetiva ou os relacionamentos devam então ser cheios de brigas e dificuldades para serem bonitos, mas sim repletos da vontade genuína de cada pessoa de aprender e evoluir no amor. Não o desejo de viver sempre o mais alegre, romântico e apaixonado, mas de querer amar de verdade, com tudo que isso realmente significa.

O que você precisa aprender?

Para isso, é preciso estarmos abertos para rever nossos conceitos do que é belo e feio na vida afetiva. Momentos de angústia e solidão, brigas, momentos de distância do parceiro, ainda que desagradáveis, trazem um enorme potencial de aprendizado e mudança. Eles realmente continuarão sendo feios se não alcançarmos a beleza do seu potencial construtivo, e simplesmente nos mantermos presos ao que eles trazem de negativo. Por trás do sentimento de solidão pode estar a oportunidade de fortalecimento da autoestima. As brigas evidenciam as conciliações que precisam ser realizadas nas relações."Por trás do sentimento de solidão pode estar a oportunidade de fortalecimento da autoestima. As brigas evidenciam as conciliações que precisam ser realizadas nas relações."

As distâncias indicam que há algo a ser melhor trabalhado entre os parceiros ou possibilitam um momento de individualidade para que cada pessoa possa enxergar melhor a si mesma em determinado momento. Esses são apenas alguns exemplos da beleza que existe naquilo que parece feio, afinal, por trás de absolutamente todas as situações desagradáveis sempre existe uma oportunidade.

Por outro lado, os momentos aparentemente mais belos podem carregar um enorme vazio quando são forçados e superficiais. Movidos pelo medo da rejeição, deixamos passar os desconfortos da relação para vivermos a aparente harmonia. Entregues à nossa carência, forçamos a barra para que o outro esteja sempre ao nosso lado para não nos sentirmos sós. Achamos que queremos viver o amor por meio da busca por um par amoroso, quando na realidade estamos fugindo de nossa incapacidade de amar a nós mesmos. É preciso estar atento à genuinidade da beleza que vivemos e aceitarmos sua fugacidade.

Veja além das aparências

As aparências enganam, e se não formos capazes de ir além da superficialidade das situações e pessoas, corremos o risco de nos decepcionar com o feio e nos encantar pelo falso belo, que em algum momento vai mostrar sua verdade e se tornar feio também. Para viver a beleza do amor é preciso buscar a verdade que vai além das aparências. Isso nos garante viver sempre o belo, independente do que aconteça.

O amor é lindo porque representa uma das oportunidades mais valiosas e enriquecedoras de crescimento que podemos viver, seja através das experiências alegres ou tristes, bem sucedidas ou frustradas. A beleza do amor está sempre disponível, basta ter olhos para ver (a verdade). Quando retiramos as lentes de ilusão e idealização, nos tornamos capazes não só de enxergar, mas de viver e ser esta beleza!

Que possamos ser a beleza do amor a cada instante de nossa vida.

Para continuar refletindo sobre o tema

Se deseja utilizar uma ferramenta energética para lhe ajudar a viver o amor de maneira mais bela em todos os momentos, o kit Beleza Acquântica "Onda de Energia" pode ser uma opção. Conheça aqui essa ferramenta de harmonização.
Descubra como se livrar das ilusões e viver a beleza do amor em todos os momentos. Saiba mais sobre o livro "Para que o amor aconteça".

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Ceci Akamatsu

Terapeuta acquântica, faz atendimentos presenciais no Rio de Janeiro, em São Paulo e à distância. É a autora do livro Para que o Amor Aconteça, da Coleção Personare.  Saiba mais »

contato: ceciakamatsu@gmail.com
  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS

Holis é uma empresa do Grupo Personare