Carregando pagina

Beleza > Estética

Mitos e verdades sobre hidratação dos cabelos

Descubra se produtos como maionese, soro fisiológico e outros são benéficos aos fios

Por: Sandra Assis Maia

 
Imagem: Imagefinder

Hidratar o cabelo sempre foi um dilema para as mulheres. O objetivo da maioria é ter sempre um cabelo hidratado, macio e brilhante, mas você concorda que essa tarefa nem sempre é fácil? Como os fios são expostos diariamente aos efeitos do sol e poluição, podem ficar opacos e sem vida com facilidade. Se os fatores naturais, como exposição ao sol, vento e chuva, já deixam os cabelos mais frágeis, imagine o que procedimentos químicos, como mechas, colorações e alisamentos fazem com eles. A hidratação é fundamental para diminuir esses efeitos dos processos químicos e naturais. Dicas simples e algumas mudanças de hábitos podem mudar a rotina e a saúde do seu cabelo.

Como tricologista, recomendo que se faça hidratação pelo menos uma vez por semana. Mesmo se o couro cabeludo for oleoso, é importante manter a rotina para o cuidado dos fios e usar produtos específicos para combater a oleosidade. Caso o cabelo esteja muito danificado, é interessante repetir o procedimento até duas vezes por semana, pois a hidratação repõe nutrientes e recupera os fios, deixando-os mais macios e sedosos, e não alisa os cabelos como muitos pensam.

Em casa ou no salão?

Todas as mulheres têm a curiosidade de saber se alguma receita caseira para hidratação é eficaz. Frutas, azeite, mel, maisena, maionese e a febre do momento, o soro fisiológico, são supostos ingredientes para hidratar os cabelos em casa. De fato, frutas têm vitaminas específicas que podem fazer muito bem ao corpo e, consequentemente, aos fios. Nesse caso, é melhor ingerir esses alimentos, no lugar de criar ou usar as famosas "receitinhas" diretamente nas madeixas.

Os profissionais da Tricologia e Terapia Capilar conhecem as técnicas e, naturalmente, fazem um diagnóstico do cabelo antes de qualquer tratamento. Os resultados assim serão sempre mais eficientes, por conta da qualidade dos produtos adequados que são utilizados e também da supervisão do profissional. A manutenção em casa com produtos específicos é muito eficaz, mas receitas caseiras não são recomendadas.

Esses produtos podem hidratar o cabelo?

Soro fisiológico

O soro fisiológico é uma solução preparada com cloreto de sódio recomendado para higienização de lentes de contato e dos olhos, além de ser usado na prevenção de resfriados, crises de rinite e sangramento nasal. Mas será que ele funciona para as madeixas? Os cabelos podem reagir de formas adversas ao soro e alguns podem até ficar mais ressecados, se já tiverem com o ph muito ácido. Porque tudo que sai do equilíbrio é prejudicial. Quando o produto capilar é específico e tem o ph equilibrado, alinha as cutículas dos fios. Alguns utilizam o soro fisiológico misturado com shampoo ou condicionador, mas isso também não é recomendado pelos mesmos motivos.

Amido de Milho

O amido de milho é um item tradicional na cozinha, mas alguns têm apostado também nesse produto para a hidratação do cabelo. Como já disse anteriormente, receitinhas indicadas na internet podem não ser eficazes. O amido de milho não tem efeito nenhum no fio, já que não penetra nele.

Refrigerante de cola

Este refrigerante - assim como qualquer outro - não hidrata o cabelo. O risco de expor o couro cabeludo às substâncias não utilizadas em produtos de beleza - e não testados cientificamente - como já afirmei, não é recomendado.

Maionese

Existem muitos casos de mulheres que usaram maionese no cabelo e o resultado foi péssimo. Isso pode acontecer por algumas razões: o produto pode sobrecarregar o cabelo, pode haver incompatibilidade do fio com algum ingrediente da maionese e ainda haver também o acúmulo de resíduos. A maionese não é um produto puro, e sim algo que tem inúmeros conservantes, aromatizantes e temperos. Então, a resposta é: ela pode danificar os cabelos e prejudicar o couro cabeludo.

Diga não às receitas caseiras para os cabelos!

Como profissional, não recomendo o uso de produtos que não são específicos para o tratamento capilar. O tratamento caseiro nunca vai substituir o profissional. E nenhum especialista que leva a sério as normas e a ética da área da saúde vai concordar com essas misturas. O interessante é que se priorize uma boa alimentação, ao invés de buscar resultados rápidos e caseiros. Assim, você evitará possíveis problemas capilares.

Produtos industrializados para outros meios não são benéficos para fins diferentes do original. A incompatibilidade de um produto que não foi feito para determinado uso com outro pode trazer sérias consequências e danos aos fios. Sem falar que vai invalidar o produto para ser usado posteriormente. Você precisa evitar buscar métodos que não foram testados por um laboratório e aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR
Sandra Assis Maia

Sandra Assis Maia

Tricologista, terapeuta ortomolecular, psicanalista e proprietária da Clínica Capilar Alto Stima, em Goiânia (GO). Contato: (62)3223-5278 e/ou altostima.com

  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS