Carregando pagina

Beleza > Estética

Mais saúde para os cabelos

Entenda como ocorrem os danos e saiba reparar as agressões aos fios

 

Para termos cabelos lindos precisamos cuidar de aspectos importantes da saúde que podem afetá-los. Nada mais importante que a prevenção, mas se necessário temos que tratar os fios para reparar os danos. Atualmente existem até mesmo especialistas em disfunções capilares, os médicos tricologistas, cujo trabalho é diagnosticar e tratar os problemas de cabelo e de couro cabeludo.

Os danos mais comuns aos cabelos decorrem de traumas que modificam a estrutura dos fios: traumas físicos - como exposição à luz solar, poluição, vento, água do mar ou da piscina; ou traumas químicos - como tinturas, alisamentos ou uso de secadores. Os problemas decorrentes da exposição a esses fatores são o ressecamento e a quebra, o surgimento de pontas duplas, a perda do brilho e a queda anormal de cabelos (alopecia). Mas a alopecia, além da caspa e da seborréia, também pode decorrer de problemas fisiológicos.

Cuidados apropriados

Segundo o médico tricologista Dr Luciano Barsanti, os problemas mais simples podem ser cuidados com o uso adequado de cosméticos. As pontas duplas, o ressecamento e a quebra de fios, por exemplo, podem ser tratados com produtos que oferecem hidratação intensa, como creme de tratamento, tratamento noturno e creme reparador termo protetor. Também vale ter cuidado em manter o secador a uma distância mínima de 30 cm do couro cabeludo e não expor os cabelos a mais de um procedimento químico de uma só vez.

Já a queda de cabelos precisa de diagnóstico e de tratamento e para reconhecê-la devemos observar se há excesso de cabelos no ralo após o banho, cabelos na fronha e nos lençóis, na mesa de trabalho ou no banco do carro. Às vezes a observação de pessoas mais altas, o marido ou o namorado, pode revelar falhas que devem ser levadas em consideração. "Algumas mulheres vêem surpresas ao consultório depois que observam sua cabeça de cima nos espelhos das escadas rolantes do shopping", afirma o médico Dr Barsanti.

Se a alopecia é constatada, o primeiro passo é descobrir sua causa. Sabemos que há um fator genético importante que predispõe à calvície, tanto feminina quanto masculina. Lavar diariamente os cabelos sem massagear vigorosamente a cabeça, mas usando movimentos suaves e não aplicar condicionador na raiz dos cabelos são medidas importantes. Em regiões mais frias, os cabelos podem ser lavados em dias alternados. Outro aspecto relevante é evitar o hábito de prender sempre os cabelos, já que os fios são arrancados e o músculo que prende os fios pode ser lesionado ou mesmo rompido. Da mesma forma deve-se evitar repartir os cabelos sempre no mesmo ponto, para que não ocorra um excesso de esforço sempre no mesmo local.

Fatores fisiológicos

Porém, se as causas estiverem ligadas a alterações fisiológicas, tais como problemas de tireóide (tanto hiper, quanto hipotireoidismo) ou outras alterações hormonais, é fundamental que se procure a ajuda médica. Outros fatores fisiológicos importantes estão relacionados às cirurgias estéticas, que pode ser o caso da redução de estômago, e às dietas que reduzem drasticamente a ingestão de proteínas e de vitaminas do complexo B. Acompanhamento médico adequado, bem como uma reposição de oligoelementos é super importante para que a queda anormal de cabelos seja revertida.

Outra causa importante de queda anormal de cabelos são a caspa e a seborréia, que são problemas associados entre si. O excesso de produção de sebo obstrui os poros e provoca uma dermatite seborréica, que é a caspa. E esse excesso também pode levar à queda de cabelos. Não é uma doença, é uma atividade normal do metabolismo que deve ser controlada.

Mitos

  • O hábito de tingir cabelos aumenta a queda? Não, não há qualquer relação entre uma coisa e outra, mas pode ressecá-los. Faça sempre hidratação.
  • O uso de secador estraga os cabelos? Não, desde que não seja usado muito próximo à raiz, secar os cabelos não vai prejudicá-los.
  • A caspa é contagiosa? Não, é decorrente de uma produção excessiva de sebo pelo bulbo capilar.
  • Devo adicionar vitamina A ao meu shampoo? Não, além de alterar a composição química dos mesmos, são as vitaminas do complexo B que interferem na saúde do cabelo e devem ser sempre prescritas por seu médico.

Verdades

  • Alimentação pobre em proteínas aumenta a queda de cabelos e reduz a reposição e a saúde dos fios, assim como a ingestão excessiva de açúcares e gorduras trans aumentam a produção de sebo, predispondo à seborréia e à caspa. Um nutricionista pode ajudá-lo.
  • Banho excessivamente quente no inverno aumenta a queda de cabelos.
  • A caspa pode provocar uma contaminação secundária dos fios por fungos, motivo pelo qual, além da estética e higiene, deve ser tratada.
  • O estresse, a ansiedade e a depressão podem provocar enfraquecimento e queda de cabelos. Procure profissionais, médicos e naturólogos, que possam auxiliá-lo.

Uso de bons produtos, mudanças simples de hábitos, cuidados preventivos básicos e ajuda profissional quando necessária podem garantir que seus cabelos sejam lindos e saudáveis!

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Katia Leite

Com formação universitária em Naturologia, dedica-se a atendimentos individuais e em grupo em São Paulo. Busca nos elementos da natureza os instrumentos que ajudam a manter e recuperar a saúde. Saiba mais »

contato: katiaaj@hotmail.com
  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS