Carregando pagina

Família > Relações Familiares

Pais podem engordar na gravidez

Ansiedade e mudanças nos hábitos alimentares causam excesso de peso

 

Uma pesquisa britânica constatou que os homens engordam cerca de seis quilos durante a gravidez das esposas. O estudo feito pela empresa de marketing OnePoll mostra que 41% dos cinco mil pais entrevistados atribui o aumento de peso às mudanças alimentares da esposa. Segundo a endocrinologista da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), Ruth Clapauch, as grávidas têm desejo por comidas mais gordurosas e acabam levando o parceiro a se alimentar em excesso também.

"Na gravidez, a mulher precisa ingerir cerca de 300 calorias a mais e, consequentemente, come muito. Muitas sentem desejo por comidas mais gordurosas e calóricas e acabam incorporando esses alimentos ao cardápio de casa. Uma vez instaurado esse hábito, os homens acompanham a esposa durante as refeições e ganham peso", explica Ruth.

As idas a bares e restaurantes também foram apontadas por 42% dos homens como as vilãs do aumento de peso. Segundo os pais, essa é uma maneira de passar mais tempo com a esposa antes do nascimento do bebê. O problema é que nesses ambientes muita gente exagera no excesso de comida ou de bebidas calóricas.

"É possível comer em restaurantes sem correr o risco de ganhar peso. A dica é eliminar a fritura do prato, dando preferência a alimentos não gordurosos, ou seja, grelhados ou assados. Molhos com queijo ou maionese contêm muitas calorias e devem ser evitados. Invista em opções diferentes de comida, sem exagerar na quantidade de gordura, açúcar e bebida alcoólica", ensina a endocrinologista.

Ansiedade engorda

Muitos pais sofrem de estresse e ansiedade durante a gravidez da mulher. Segundo a especialista, esses sentimentos provocam alterações hormonais e podem levar a pessoa a comer mais. "Durante a gravidez das esposas, alguns homens têm aumento do hormônio prolactina. Na mulher, ele é responsável pela amamentação, mas nos homens resulta na diminuição da produção do hormônio masculino, a testosterona, gerando aumento de massa muscular e gordura. Na vida animal, supõe-se que o aumento da prolactina diminui a agressividade do macho e abre espaço para os momentos de carinho entre pai e filho. No entanto, esses benefícios ainda não foram comprovados pela ciência", esclarece.

Além disso, uma parcela de pais pode sofrer da chamada Síndrome de Couvade. O distúrbio é caracterizado por um conjunto de sintomas que é o equivalente masculino da gravidez psicológica. "Nesse caso, o marido tem uma empatia com a mulher grávida e o desejo de também experimentar essa sensação. Diante disso, pode sofrer de enjoos, desejos e até aumento de peso", pontua a médica.

Driblando o excesso de peso

Para evitar o exagero de quilos extras durante a gravidez, é importante que a mulher tenha acompanhamento do obstetra para avaliar se o ganho de peso está dentro dos padrões. "Quando a mãe é bem orientada pelo médico, passa a adotar hábitos saudáveis na alimentação e isso influencia positivamente o marido a comer melhor. O ideal é abusar das frutas e verduras nessa fase", aconselha a especialista.

A endocrinologista acredita que o aumento repentino de peso pode ocasionar problemas graves de saúde como aumento da pressão arterial e do colesterol, que facilita o surgimento da hipertensão e, a longo prazo, o risco de problemas cardíacos e cerebrais, como enfarte e derrame. Além disso, o sobrepeso ainda eleva as taxas de triglicerídios (gordura no sangue) e glicose, que pode levar à diabetes; alterações na coagulação sanguínea; e danos articulares, principalmente para quem já apresenta problemas prévios no joelho.

Os pais que já acumularam os quilos extras devem tomar algumas medidas para eliminar o excesso de peso:

  • Retire o açúcar da alimentação. Para isso, basta substituí-lo pelo adoçante.
  • Dispense alimentos gordurosos. Para isso, deixe de lado as frituras e prefira as carnes brancas, que devem ser ingeridas sem a pele.
  • Evite os sucos puros de frutas por que também são calóricos. Ao invés disso, opte por comer a fruta.
  • Evite acrescentar molhos na salada.
  • No café da manhã o ideal é ingerir aveia, leite desnatado e iogurte.
  • No almoço e no jantar coma bastante verduras, legumes, uma carne magra e uma fruta de sobremesa.
  • Pratique atividades físicas durante, pelo menos, 150 minutos por semana. "Invista em caminhadas, corridas e passeios de bicicleta. A gente vive numa rotina corrida e nosso corpo foi feito para o exercício", conclui a médica.

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Equipe Personare

Nós, da equipe Personare, também estamos em um processo constante de conhecimento sobre nós mesmos, sobre o mundo e sobre as relações humanas. Saiba mais »

contato: conteudo@personare.com.br
  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS