Carregando pagina

Você > Autoconhecimento

Fama, celebridade e notoriedade na Astrologia

Potenciais astrológicos podem sugerir que uma pessoa será famosa

 

Os termos "fama", "celebridade" e "notoriedade" assumiram significados muito diferentes ao longo da história. "Notoriedade", pelo menos, mantém ao menos um bom grau de homogeneidade de significado ao longo dos tempos. Diz-se que a pessoa "tem notoriedade" quando ela é a portadora de algum saber ou habilidade tão saliente que a tornam conhecida por isso. Ela é, portanto, célebre em alguma área das atividades humanas.

Em contrapartida, na atualidade, "ser famoso" não implica necessariamente em notoriedade ou domínio de alguma habilidade, qualquer que seja. A fama pode ser atingida por qualquer pessoa pelos motivos mais diversos. Há, digamos assim, as pessoas que são famosas porque... bem, porque são famosas. Elas podem ter participado de um reality show e sido alçadas a uma fama que jamais teriam se não fosse o programa. Elas podem ter filmado a si mesmas fazendo alguma bobagem e, em decorrência disso, tornaram-se conhecidas. Há todos os tipos de casos: a pessoa que ficou famosa porque foi filmada vomitando numa roda gigante, a pessoa que ficou famosa (no sentido de má fama mesmo) porque foi flagrada chutando um animal, ou porque escorregou na rua e teve sua queda filmada, e assim por diante. Os casos são os mais diversos, e ilustram dois pontos importantes da sociedade contemporânea: em primeiro lugar, é muito difícil ter uma vida realmente privada hoje em dia. Em segundo lugar, o significado do termo "fama" se dilatou, vindo a significar que a pessoa é popularmente conhecida - mas não que ela tenha, de fato, uma habilidade notória capaz de torna-la célebre.

Do mesmo modo, em contrapartida, temos as pessoas que são célebres, notórias, mas não são famosas fora de um nicho bem específico. Vejamos um exemplo: alguns dias atrás, morreu um importante pensador, chamado Eric Hobsbawm. Aposto que a maioria dos que leem este artigo jamais ouviu falar dele, e é mais provável que conheçam a menina que ficou famosa por ter vomitado numa roda gigante. A diferença, aqui, é que Hobsbawm é famosíssimo num nicho específico - o de sociólogos, filósofos, historiadores - mas não o é num contexto popular.

O conceito de "fama", portanto, é atualmente aplicado num sentido superficial e significa: "aquela pessoa que todo mundo conhece". Mas o que dá densidade à fama não é o fato de uma pessoa ser conhecida por mais pessoas (o que implica em aparecer mais na TV, ou no youtube), mas sim que sua vida e seus feitos perdurem à sua própria existência física na Terra. Dito de uma maneira mais simples: daqui a alguns anos, Hobsbawm continuará a ser conhecido, ainda que não popularmente, mas a menina que vomitou na roda gigante e foi vista por todo o Brasil talvez não seja sequer mais lembrada.

Fama e Astrologia

Definir tudo isso é importante quando queremos falar sobre "fama" num sentido astrológico. Para a Astrologia - tanto a clássica quanto a contemporânea - seria possível identificar potenciais astrológicos capazes de tornar uma pessoa famosa no sentido clássico deste termo: o de alguém alçado à celebração pública em decorrência de seu notório conhecimento ou notória habilidade. Estas "marcas astrológicas" não estariam em signos solares, muito menos em ascendentes, e sim em posicionamentos planetários precisos como, por exemplo, a presença de Júpiter ou Saturno bem dignificado e em posição angular. E um planeta está angular quando ele se encontra formando conjunção - ou seja, está bem próximo - aos quatro pontos do mapa: ascendente, descendente, meio do céu e fundo do céu.

Há diversos outros exemplos, todos eles prometedores de notoriedade - como Júpiter conjunto ao Sol no Meio do Céu, ou uma conjunção Vênus-Júpiter também no Meio do Céu - embora nem toda pessoa célebre (no sentido atual do termo) tenha "marcas especiais" em seu Mapa Astral. A justificativa de ausência de "marcas especiais" é relativamente simples: a celebridade de tais pessoas é efêmera, fugidia. O que sustenta a verdadeira fama e respeitabilidade pública é o senhor do tempo - Saturno. Sem um bom esqueleto, não há fama que se sustente.

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Alexey Dodsworth

Astrólogo há quase 30 anos, é escritor, membro da MENSA e atualmente cursa doutorado em Filosofia e Ética em Veneza. Tem ampla experiência em ensino de Filosofia, já tendo sido consultor da UNESCO e assessor especial no Ministério da Educação. Saiba mais »

contato: alexey-revista@personare.com.br
  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS