Carregando pagina

Carreira e Dinheiro > Aperfeiçoamento Profissional

E quando o chefe fala demais?

Desenvolva seu poder de escuta e suba degraus na empresa

 

Uma queixa recorrente entre profissionais que estão passando por um processo de Coaching é a dificuldade de concentração ao escutar pares ou chefes que "falam demais". Uns alegam que devido a falta de tempo para ouvir, ficam ansiosos e perdem logo a paciência; outros afirmam que não escutam, pois quem fala não é objetivo e vive perdendo "o fio da meada"; outros ainda que não escutam porque "já sabem tudo que o outro vai dizer".

Escutar parece muito simples, na teoria. Mas na prática diária pode ser altamente desafiante. Ouvir é uma das habilidades interpessoais que o processo de Coaching pode ajudar o cliente a desenvolver, visando aumentar seus resultados no trabalho - bem como na vida pessoal.

Existem diferentes níveis de escuta:

  • 1Estou presente, mas meus pensamentos estão noutro lugar, dando pouca ou nenhuma atenção ao que é dito;
  • 2 Escuto através de uma "atenção flutuante", que se desloca e volta apenas para as palavras ditas, sendo raras as vezes em que ouço nas entrelinhas. Esforço-me para parecer atento, dizendo "hã-hã" ou ecoando determinadas palavras para excluir os silêncios da conversa;
  • 3Escuto e compreendo, porém ainda com foco em responder imediatamente após terminada a fala do interlocutor;
  • 4Escuto empaticamente, compreendendo não apenas a fala, mas as entrelinhas, as sensações e emoções do interlocutor, com pouco ou nenhum foco em formular uma resposta enquanto estou me dedicando a ouvir e descobrir o que mais ele pode desejar comunicar.

Quando um profissional desenvolve a habilidade da escuta empática, várias partes saem ganhando. Seus pares se sentem mais confiantes perto dele, ansiando por compartilhar seus projetos, receios e vontades. Seus chefes se sentem mais compreendidos em suas demandas e podem ter uma percepção subjetiva de que a delegação funciona melhor para aquele profissional, que ganha a reputação de mais "capaz" e "responsável". Os demais sofrem efeito dominó, pois quem é incapaz de escutar fica sendo visto como pouco amigável ou confiável e é influenciado a mudar. Em relação ao ambiente organizacional, o resultado é a maior humanização dentro da equipe e maior autoestima do grupo todo, que se sente respeitado em suas contribuições.

Ouvir empaticamente requer algumas ações que podem ser adotadas intencionalmente:

  • Quando há a necessidade de ouvir o colega ou chefe, deixe de lado tudo que estiver fazendo. Não vale falar no celular ou digitar e-mails enquanto o outro faz de tudo para obter sua atenção e você finge que escuta;
  • Se não for possível parar o que está fazendo, comunique educadamente que não poderá dedicar a atenção necessária à pessoa naquele momento, agendando nas próximas 48 horas um novo encontro para falarem;
  • Mantenha-se neutro enquanto escuta. Cuidado com "cara de reprovação" ou crítica ao que está ouvindo - isso pode gerar um efeito contrário, com a pessoa fechando-se ao diálogo nas próximas vezes;
  • Escute para compreender e não para responder. Pare de se esforçar para elaborar respostas enquanto ouve. Pode parecer difícil, mas aprenda enquanto escuta. Quanto mais empática for a escuta melhor será a resposta, que advirá sem esforço na sequência da conversa.
  • Mostre que está atento, diga "Entendo", "Sim", "Ah!" - sem interromper. Cuidado com o excesso de perguntas enquanto o outro fala, pode transmitir ansiedade e uma vontade de "roubar" a conversa para si próprio, desvalorizando o que o outro diz e a relação.
  • Olhe nos olhos durante toda conversa. Isso cria empatia e sinceridade entre os pares.

Identifique e reflita sobre suas sensações enquanto escuta. Pergunte-se:

  • Por que está sendo difícil para mim ouvir essa pessoa?
  • Quais sentimentos excessivos estão perturbando minha escuta agora?
  • Por que não consigo ouvir calmamente?
  • Esse assunto me ameaça ou constrange?
  • Que tipos de rótulos estão passando pela minha cabeça em relação ao outro ou à sua forma de se expressar?
  • E por fim: por que evito escutar? O que mais na minha vida eu também não quero escutar?

São muitas perguntas cujas respostas podem tirar o profissional de sua zona de conforto. Um Coach competente pode auxiliá-lo nesse caminho. A ideia é aumentar sua autoconfiança, sua competência e sua habilidade de se relacionar por meio do desenvolvimento de sua escuta! Vale a pena o esforço, o resultado costuma vir rápido e é notado por todos.

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Carla Panisset

É Coach e Instrutora de Treinamentos pela Scala Coach. Já orientou mais de 400 pessoas para aperfeiçoamento de liderança pessoal, apresentações profissionais, comunicação e relacionamento na empresa. Saiba mais »

contato: carla@scalacoach.com.br
  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS