Carregando pagina

Amor > Solteiros

E quando falta comprometimento?

Considere os prós e contras de ter um relacionamento aberto

 

Há casais que convivem muito bem enquanto não há entre eles algum tipo de comprometimento. Outros sentem que falta algo a mais para que a relação lhes satisfaça. Em qual grupo você se encaixa neste momento de sua vida? Prefere manter uma relação sem vínculos muito fortes ou está em busca de um relacionamento mais comprometido?

A principal questão que envolve as relações descomprometidas está em deixar um espaço grande demais que permita que haja uma terceira pessoa. Além disso, se nenhuma das pessoas envolvidas no relacionamento demonstra planos conjuntos, ficar "em cima do muro" pode não satisfazer por muito tempo.

Em geral, buscamos relações descomprometidas quando estamos numa fase de transição entre as dores de um amor que terminou e um novo espaço para a chegada de outro amor. Mas quando nos deparamos com certa durabilidade nessa transição, é bom nos questionarmos: agimos assim por medo de nos decepcionar novamente e achar que não teremos forças suficientes para sobreviver a essa possibilidade de sofrer no momento presente? Ou realmente estamos sentindo um grande prazer em experimentar um longo período sem um relacionamento com comprometimentos?

Avaliando prós e contras

E o que pode existir de bom em relacionamentos sem comprometimento? Bom, é fácil de responder: a ausência de grandes cobranças vindas do par, a liberdade de fazer o que se quer, inclusive o espaço para se relacionar com outras pessoas. E sendo assim, muitas pessoas vêem os prós e contras de não ter que demonstrar fidelidade, nem tecer projetos em comum.

Mas será que as duas partes conseguem mesmo se sentir satisfeitas sem ter um parceiro que esteja ali, não só para os momentos de prazer e diversão, mas também nos momentos difíceis? Em grande parte dos casos, as mulheres são as primeiras a se sentirem insatisfeitas. Começam a detectar nelas uma tristeza e uma sensação de vazio muito grande. Percebem que gostariam de estar mais intimamente ligadas ao parceiro, de criar laços mais profundos de afeto, de zelo e de interesse em ter o outro ao seu lado, compartilhando os acontecimentos triviais da vida.

Se você quer que sua relação se aprofunde

Dores de amor mal curadas podem nos levar a querer fugir de amores e a não nos entregar a uma nova paixão que pode acabar se transformando num outro grande amor - ainda mais se a paixão demonstrar o risco de se tornar arrebatadora. Mas será que ao tentarmos fugir de um sentimento nós realmente conseguimos escapar dele?

Tentar entender o por quê do seu parceiro não querer ter um comprometimento pode ser um caminho frustrante e até doloroso. Recomendo que você se questione sobre os motivos que lhe levaram a se aproximar de uma pessoa assim neste momento de sua vida. Quem sabe não é esse tipo de relacionamento que no momento você precisa vivenciar para amadurecer sua visão de um compromisso sério?

Se hoje, você se encontra numa relação em que não lhe satisfaz por não ter vínculos mais profundos, se pergunte:

  • Será que esta relação pode ter seu horizonte ampliado?
  • Será que meu par não está em um outro momento que já não é mais o meu?
  • É hora de dizer adeus a essa situação e partir para uma relação mais completa?

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Bruna Rafaele

Mestre em Estudo da Linguagem (PUC-Rio) e Mentora (FGV), atua dando consultas pessoalmente e pela internet. Saiba mais »

contato: contato@brunarafaele.com.br
  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS

Holis é uma empresa do Grupo Personare