Carregando pagina

Família > Relações Familiares

Como você expressa seu lado maternal?

Descubra o que a Numerologia revela sobre a fase que está vivendo

 

A Numerologia pode ser uma excelente ferramenta para cada mãe compreender a fase que vive.Com a consciência das tendências do seu Ano Pessoal, você pode reconhecer certos comportamentos e aprender a equilibrar seu lado maternal com seus demais objetivos neste período. Entenda o que a Numerologia revela sobre seu comportamento como mãe até o final de 2015. Para saber o seu Ano Pessoal, some os números do dia e do mês do seu nascimento com o ano que deseja saber.

Exemplo:

Uma pessoa que nasceu no dia 22 de maio deseja saber como será seu ano de 2015.

2+2+5+2+0+1+5= 17 > 1+7=8

A mãe que vive o Ano Pessoal 1 está num período propício para renovar sua vida como um todo. Novos projetos tendem a surgir e a demandar dela muita autoconfiança e dinamismo. É uma época para buscar novidades e se tornar mais independente. Consequentemente, essa mãe pode sentir-se um pouco culpada por precisar se dedicar mais aos seus projetos pessoais. Mas ao aplicar idéias diferentes e criativas para cuidar de seus filhos e passar momentos estimulantes com eles, tende a sentir-se mais satisfeita.

A mãe que se encontra no Ano Pessoal 2 talvez esteja mais sensível e carente. Por necessitar de mais carinho e proteção, a fim de sentir-se nutrida emocionalmente, pode cobrar dos filhos uma companhia mais freqüente. Ou ela mesma se dedicar de modo apegado a eles. A necessidade de cuidar e oferecer colo está acentuada. Com isso, essa mãe pode se dedicar com muita afetividade e atenção carinhosa aos filhos.

A mãe que está no Ano Pessoal 3 deseja expressar mais intensamente o que sente, pensa e quer. Quer que as emoções sejam fortes e lhe alimentem. Portanto, os filhos podem perceber que sua mãe está mais expressiva e comunicativa na convivência com eles. Além disso, é uma fase na qual a mãe quer divertir-se. E essa necessidade pode motivá-la a se envolver mais prazerosamente em brincadeiras com os filhos, num clima bem humorado e alegre.

A mãe que vive o Ano Pessoal 4 provavelmente está mais preocupada com segurança. Deseja sentir-se estável e está disposta a reestruturar suas bases familiares. Daí o fato dela inclinar-se a oferecer muito apoio aos filhos. Afinal, deseja que estes estejam seguros. Tendo em vista que talvez sinta-se mais determinada a concretizar certas metas profissionais, o trabalho pode reduzir o tempo dela no lar. Porém, aplicando seu senso prático - mais acentuado neste ciclo -, essa mãe pode organizar seu tempo para administrar ainda melhor sua convivência com os filhos e sua dedicação ao trabalho.

A mãe que se encontra no Ano Pessoal 5 tende a sentir-se mais incomodada com a rotina. Esse incômodo pode incentivá-la a viajar com seus filhos ou encontrar meios mais estimulantes de lidar com os compromissos familiares. Como está em busca de ampliar seus horizontes e aprender sobre diversos assuntos, talvez decida pesquisar teorias a respeito de uma educação mais liberal e progressista. E aplicar essas ideias novas na relação com seus filhos.

A mãe que está no Ano Pessoal 6 busca um clima de mais paz, harmonia e união na família. Dessa maneira, pode mostrar-se mais exigente quanto à vivência desses ideais. Pode, com isso, se cobrar - e de seu marido e filhos - a aplicação do que considera ser o melhor para a família. Quer que todos correspondam a essas expectativas. Se compreender que a realização desses ideais demanda um processo gradual e a compreensão quanto ao ritmo e ao jeito de ser de cada um, essa convivência mais unida com os filhos pode, aos poucos, se concretizar.

A mãe que passa pelo Ano Pessoal 7 provavelmente está disposta a encarar certos medos. Sua vontade de se conhecer melhor e enxergar mais profundamente os desejos e as limitações de seus filhos pode levá-la a fazer cursos e reflexões produtivas. Ela pode aplicar o que compreende para melhorar a qualidade de vida de seus filhos e estreitar a confiança entre eles. Como é fundamental bastante descanso para essa mãe neste ano, não deve esquecer de encontrar tempo na convivência com os filhos para esse retiro meditativo e restaurador.

A mãe que se encontra no Ano Pessoal 8 deseja maior respeitabilidade social e reconhecimento profissional. Sua ambição e seu desejo em ser bem sucedida estão acentuados. Com isso, talvez não tenha tanto tempo quanto gostaria para cuidar dos filhos. Porém, terá a oportunidade de delegar tarefas aos mesmos e/ou a quem cuida deles. Dependendo da idade de seus filhos, está numa época em que melhor os ensinará a administrar o dinheiro e a serem mais práticos. As mães que não trabalham estarão ainda mais preocupadas em adquirir um emprego para dar conta das despesas, as quais tendem a aumentar num Ano Pessoal 8. Essa pode ser uma boa fase para aprender a administrar melhor as despesas da família.

A mãe que vive o Ano Pessoal 9 possivelmente está mais disposta a se sacrificar pelos seus filhos. Ao mesmo tempo, talvez se cobre ser um exemplo daquilo que transmite para eles. Se não exigir de si mesma ser uma referência perfeita, poderá demonstrar-lhes sua integridade e sua sabedoria com humildade, participando mais ativamente das rotinas de seus filhos. Pode ser um período propício para ensinar-lhes a importância da confiança na vida para vencer eventuais crises.

Para confirmar qual o seu Ano Pessoal, inclua aqui seu nome completo e data de nascimento.

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Yubertson Miranda

Yubertson Miranda é numerólogo, astrólogo e tarólogo e é graduado em Filosofia. Ama encontrar significado nos eventos do dia a dia. É autor das análises numerológicas do Personare. Saiba mais »

contato: yubertson-revista@personare.com.br
  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS