Carregando pagina

Família > Relações Familiares

Carreira x tempo para os filhos

Saiba estar presente para os pequenos mesmo durante sua ausência

Por: Claudia Chaves

 

Você já deve ter ouvido dizer que o tempo com os filhos é qualidade e não quantidade. Mas por que toda vez que você fica até mais tarde, tem que viajar, estica os finais de semana por causa de seu trabalho, vem aquele nó no peito, na garganta, no coração que não dissolve nunca?

Por que, no meio de uma reunião, na hora em que você tem que dizer aquela coisa brilhante você só vê o rostinho do seu pequeno, na janela do carro, dando adeus pra você, enquanto seu marido lhe deixa no trabalho?

Por que quando você está naquele resort ma-ra-vi-lho-so participando daquele seminário-sonho-da-vida com a palestra do especialista que você deseja ouvir desde a faculdade, você corre para a banca e pergunta se tem figurinha daquele álbum que sua criança está fazendo?

Insegurança de mãe

Quantas vezes você já se perguntou: "Por que meu tempo não dá?", "Por que sinto tanta saudade?", "Por que acho que o tempo escorre e eu perco de ver meu bebê crescer?".

Essa quantidade faz mais falta a você do que a ele, provavelmente. As crianças só começam a ter alguma noção de tempo decorrido depois dos 3, 4 anos. Mas você fica achando que eles sabem que dois dias é pouco tempo e uma semana é muito tempo. Sabem não.

E como fazer? Só tem um jeito, fazer de você um presente. Uma presença mesmo nas ausências. Quer ver?

Você está presente quando:

  • Tem uma rotina, qualquer uma com seus filhos. Uma rotina que você só faz com ele(a). Pentear o cabelo pela manhã, cantar ao escovar os dentes. Inventar uma história que nunca acaba, com o personagem principal com o nome dele(a) e o outro com o nome do melhor amiguinho.
  • Faz, você mesma, uma comida só para ele. Mesmo que você ache péssima, isso vale uma gargalhada. E a gargalhada com seu filho, com sua filha, ou com seus filhos, já não é o maior presente?
  • Chega em casa e leva de presente a pasta que ganhou no congresso.
  • Traz o shampoo do hotel e lava o cabelo dele(a), ou o lanche do avião e divide com ele(a).
  • Sabe o nome de todos os amigos, de quem ele(a) gosta, de quem ele(a) não gosta.
  • Na hora do jantar, você não coloca queijo no macarrão dele(a) e diz: "Eu sei que você não gosta de queijo".
  • Arrumam a gaveta juntos e separam para dar o que não serve mais.
  • Ficam agarradinhos quando ele(a) tem medo de chuva.
  • Acorda de madrugada, faz três conexões, mas é a que mais grita na competição de natação que você não perde por nada desse mundo.
  • Manda fazer especialmente a fantasia que ele(a) quer vestir e não existe em lugar nenhum.
  • Encomenda o aniversário no tema que ele (a) pediu, daquele boneco horroroso que você não entende porque ele(a) gosta tanto.
  • Vira avó das bonecas e o vilão das lutas dos bonecos.

Você vai estar sempre presente. No coração e na mente porque você vai festejar, vibrar, gritar com todas as vitórias dos seus filhos. Uma nota melhor na matéria em que tem dificuldade, um passe certo no jogo de futebol, um jeito especial na audição de ballet.

Você vai estar presente porque você vai colocar no Facebook, no MSN, no celular, no email, espalhar aos quatros ventos, dizer ao vivo e a cores e em alto bom som: eu sempre vou ali e volto já. Volto porque aqui está o mais importante.

Para João e Chico com quem eu jamais me canso de estar presente. Eu amo vocês. Vocês são o melhor de toda minha vida.

Para Julia, de Luciana, e Bernardo, de Carol.

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR
Claudia Chaves

Claudia Chaves

Doutora pela PUC-RJ, professora de Técnicas de Texto e Atendimento Publicitário da PUC-Rio, professora de Gestão de Carreira do IBMEC. Atualmente desenvolve atividades de mentoring e aconselhamento de negócios, carreira e de vida.

  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS