Carregando pagina

Você > Autoconhecimento

Carma: qual problema costuma se repetir na sua vida?

Limpar hábitos nocivos e pensamentos negativos é chave para se libertar

Por: Joanita Molina

 
Imagem: Bigstockphoto

Muitas pessoas utilizam a palavra "carma" para explicar ou justificar sorte ou azar no dia a dia, mas nem sem sempre conhecem a origem do termo ou seu verdadeiro sentido. Derivada do sânscrito "karma", significa ato ou ação. As religiões orientais, como budismo e hinduísmo, consideram que boas ações criam um bom carma e más ações, um carma negativo. Já em outras religiões orientais, acredita-se que todo bem ou mal que alguém tenha feito em uma vida trará consequências positivas ou negativas para as próximas existências. Mas compreender o conceito de carma, independentemente da fé de cada um, pode ser útil para evitar a repetição de situações negativas em nossas vidas."compreender o conceito de carma, independentemente da fé de cada um, pode ser útil para evitar a repetição de situações negativas em nossas vidas."

Proponho uma reflexão: pense na origem da palavra "ação" e no retorno que você costuma ter em sua rotina para cada uma de suas ações. Para cada escolha diária que você faz e manifesta em ação (pensamentos, sentimentos, comportamentos) há uma reação correspondente. Desta forma, o carma está também intimamente ligado ao livre-arbítrio, pois uma vez que somos livres para agir de forma benéfica ou maléfica, temos que arcar com as consequências dessas nossas ações.

Carmas são seus vícios e padrões negativos

Se considerarmos os aspectos sutis da natureza do ser humano, cada ação e escolha realizadas deixam marcas nos corpos mental, emocional e físico. Nesse sentido, hábitos, costumes, crenças e vícios seriam como carmas. Enquanto não forem limpos e transformados, funcionam como um "pano de fundo" de nossa realidade.

De forma mais simplificada e prática, podemos entender o carma como a repetição de um padrão inconsciente. É como se fosse uma matéria da escola na qual não passamos - e no próximo ano teremos que fazer de novo. Se prestarmos atenção, podemos notar exemplos no nosso cotidiano:

  • Quando uma pessoa se envolve sempre com um mesmo tipo de par que a faz sofrer.
  • Quando tem embates com chefes e superiores, não importando em qual empresa esteja.
  • Quando vivencia as mesmas situações desagradáveis em suas relações de amizade.

Esses e vários outros problemas com os quais lidamos repetidamente podem estar ligados aos carmas que criamos para nós mesmos, por meio de nossas ações e escolhas.

Tipos de carma

Tipos de carma

O carma individual é aquele que a pessoa absorve para si mesma a partir de uma escolha. Também chamado de "egocarma" ou "carma egoico", está relacionado com a vida íntima. Por exemplo, a pessoa que é fumante e acaba gerando um câncer pulmonar; ou alguém superprotetor que sempre arca com os problemas dos outros.



Tipos de carma

O carma familiar está ligado a uma repetição de padrão passado de geração para geração, que é absorvido pelos novos membros da família, a partir das cargas trazidas pelo lado materno ou paterno. Por exemplo, "todos os homens da família x são gananciosos" ou "todas as mulheres da família Y são excêntricas e acabam morrendo cedo". Esse tipo de carma traz uma carga de crenças, emoções e comportamentos que são passadas de pais para filhos e só tem fim quando alguém quebra o vínculo com essa carga - ao invés de absorvê-la, permite que seja liberada.

+ Descubra como as crises familiares se perpetuam por gerações

+ Algum padrão familiar prejudica sua prosperidade?



Tipos de carma

O carma empresarial está ligado às crenças das pessoas fundadoras da empresa e seus comportamentos em relação ao empreendimento. Por exemplo: dois sócios com medo de investir tendem a criar uma empresa com dificuldade de expansão.

+ Dificuldades com colegas de trabalho têm origem no seu lar

+ Infelicidade no trabalho tem relação com propósito de vida



Tipos de carma

O carma de relacionamentos está ligado a crenças introjetadas de acordo com as experiências vividas. Por exemplo: uma mulher que viu o pai trair a mãe e introjeta a crença de que "todo homem trai" tende a atrair parceiros que confirmem esta convicção. Como consequência, acaba se envolvendo em relações que acabam sempre em traição.

+ Principais crenças modernas que sabotam sua vida amorosa



Tipos de carma

Os carmas de doenças geralmente estão ligados à hereditariedade e problemas de saúde trazidos e gravados no DNA, como o mal de Parkinson. Mas também podem estar ligados à forma como a pessoa escolhe viver sua vida e acaba trazendo as negatividades das crenças mentais e padrões emocionais para o corpo físico. Por exemplo: uma pessoa extremamente rígida e inflexível que acaba criando no corpo físico uma atrite reumatoide.

+ O que uma doença pode nos ensinar?

+ Ausência de doenças não é sinal de saúde



Transformando os carmas

Existem várias formas de superar e libertar um carma em nossas vidas, mas a mais importante é fazer escolhas e agir da forma mais consciente possível, buscando sempre o caminho mais benéfico para a situação e todos os envolvidos.

Algumas técnicas que auxiliam no reconhecimento e superação dos carmas:

Corte de Laços

É uma terapia energética que visa cortar os vínculos e laços negativos, libertando e transformando o carma/padrão relativo a tais amarras. O corte de laços pode ser feito com pessoas, relações, carmas familiares (como doenças, direcionamentos negativos de vida, vícios), crenças e conceitos ("não sou bom o bastante", "nunca serei amado", "amor traz sofrimento", "a vida é uma luta"), com situações passadas e locais dos quais desejamos nos desligar. O corte de laços limpa os resíduos negativos trazidos pelo carma e auxilia o indivíduo a libertar sentimentos como culpa e mágoa.

Técnicas xamânicas para limpeza de carma

Através de técnicas de xamanismo, como jornada xamânica e limpezas profundas, é possível acessar os carmas mais importantes do indivíduo e curá-los, assim como fazer resgates das lições que precisam ser internalizadas e não foram, devido a algum trauma.

Iniciação e tratamento das Joias de Kuan Yin

Visa a libertação do carma de uma forma integrada nos corpos sutis. Por meio de técnicas específicas de imposição das mãos e intenção, auxilia na manutenção de padrões e escolhas positivas, a fim de não gerar novos carmas negativos.

Independente de como cada pessoa escolhe trabalhar seus carmas, é muito importante que cada um encontre um meio de fazê-lo, para que possa se tornar livre e tenha uma vida de acordo com o fluxo natural do universo, ao invés de moldada por ações e escolhas errôneas feitas em momentos difíceis.

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR
Joanita Molina

Joanita Molina

Mestra ascensa, líder espiritual e sacerdotisa de magia ascensional. Realiza os 8 rituais de luz do ano e 9 festivais de luz de gaya. www.adonai-iam.com.br / adonai.msla@terra.com.br

  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS