Carregando
PUBLICIDADE

Saúde e Alimentação > Exercício Físico

Ashtanga-Yoga para corpo e mente

Conheça método que elimina a ansiedade e fortalece o físico

Por: Jayadvaita Das

 

A vida tem um ritmo e um fluxo natural que se mantém desde as espécies mais elementares até as mais complexas, como os seres humanos. Este fluxo, quando em equilíbrio, preserva as condições saudáveis do corpo e da mente. É fato que a saúde mental determina a saúde do corpo. Há uma unidade entre o corpo, a mente e a consciência - quando todos estes estão em equilíbrio, a vida flui de maneira mais harmoniosa, mesmo diante de situações desconfortáveis. Por exemplo, se estivermos equilibrados e em sintonia com o fluxo e ritmo natural da vida, não seremos tão facilmente afetados pelo estresse do trânsito, do trabalho e das demais situações que abalam e desestabilizam o equilíbrio emocional. Esta sintonia com o fluxo da vida é a proposta do Ashtanga-Yoga.

Desvendando o Ashtanga-Yoga

Este conceito foi definido há milhares de anos, na antiga civilização védica, por Rshi Kapiladeva e registrado no clássico "Bhagavad Purana". Este sábio apresentou oito etapas modelares do sistema de Yoga (yama, niyama, asana, pranayama, pratyahara, dharana, dhyana e samadhi) que foi, no século V d.C., reapresentado pelo sábio Patañjali na obra "Yoga-sutra", na qual se estabeleceu as bases para o Yoga moderno, com metodologia e teoria da prática do Yoga.

No final da década de 1930, um importante mestre de Yoga (Krishnamacarya) e seu discípulo (Pattabhi Jois) encontraram na biblioteca da Universidade de Calcutá um antigo manuscrito sobre técnicas de Hatha-Yoga aplicadas em seis séries específicas de posturas. Este tratado também trazia referências sobre sequências posturais de Saudações ao Sol, com detalhes de ritmo respiratório - o que é conhecido como vinyasa.

Partindo desta pesquisa, o discípulo Pattabhi Jois desenvolveu seu sistema de Yoga conhecido como Ashtanga-vinyasa. Este sistema de Yoga pode ser concebido como Hatha-Yoga, mas seu foco é direcionado à sequência rítmica de posturas e respirações. Tal sistema se popularizou rapidamente pelos Estados Unidos durante a década de 1990 e ganhou adeptos ao redor do mundo, principalmente Europa e Brasil. O sucesso de deve ao estilo forte e dinâmico da prática das posturas unidas ao ritmo acentuado da respiração - que muito se assemelha ao ritmo de vida moderno das grandes cidades. A técnica tem suas bases na sequência de Saudação ao Sol, uma das mais antigas do Yoga. Assim como esta série de Saudação ao Sol traz muitos benefícios ao praticante, o mesmo ocorre com a série desenvolvida por Pattabhi Jois. Dentre eles: benefícios nos sistemas cardiovascular, circulatório, endócrino e digestivo. O estado mental se estabiliza e a estrutura muscular se tonifica quase que por completo. Os efeitos mentais são sensíveis logo nas primeiras práticas, pois a respiração intensa, aliada à dinâmica das posturas, traz de imediato o equilíbrio interno e serenidade mental.

Aspectos terapêuticos

Como o sistema de vinyasa trabalha a sincronização profunda do ritmo respiratório e dos movimentos, ele desperta o fogo interno da energia vital, ativando a oxigenação sanguínea, revitalizando as glândulas e órgãos internos, purificando o sistema nervoso, liberando toxinas e retardando a oxidação das células. Como resultado deste reequilíbrio energético dos sistemas orgânicos, o corpo se torna forte e revitalizado, a mente e os pensamentos ficam mais claros e controlados. Consequentemente, o praticante alcança uma experiência interior com seu próprio ser (self). Desta experiência, ou insight, muitos padrões antigos podem ser mudados naturalmente, pois a visão e a interação com o mundo passa a ocorrer com a mente menos julgadora e mais pacífica. E este é o mais importante benefício oferecido pela prática do Yoga.

Desse modo, o Yoga não restringe seus efeitos apenas ao aspecto físico, pois atua na mente, a raiz de todos os males que afetam o corpo e as energias sutis do corpo. O estilo de vida moderno impera no desequilíbrio da vida natural do ser. O estresse e a ansiedade prejudicam a concentração, o desempenho profissional e emocional. Isto acontece porque o ritmo de vida que nas grandes metrópoles é desarmonioso com o ritmo de vida interior e natural que temos em essência.

Aos poucos, vamos perdendo o elo com nosso próprio ser e passamos a viver à margem de quem realmente somos. Como resultado, vemos muitos casos de desequilíbrios que afetam o campo mental, como depressão, fobias, manias, entre outros. Assim, o Ashtanga-Yoga tem como objetivo harmonizar corpo, respiração, mente e espírito - através de seus movimentos e fluxos, possibilitando o restabelecimento consciente do ritmo interno do ser. E isto sem ter que deixar de lado os compromissos e responsabilidades da vida prática.

A importância da respiração

Fica fácil notar como a respiração é fundamental na restauração da saúde e do bem-estar físico, mental e espiritual. A respiração é a fonte de vida no corpo e oferece suporte para a relação entre corpo e mente, bem como ânimo à vida. Em muitas línguas os termos respiração e espírito são sinónimos, como no grego, anima (alma); no latim spiritus; no hebráico ruach e mesmo no português inspiração, de inspiritus. Até mesmo o conceito de saúde, na visão do ayurveda, tem relação com é ânimo, bem-estar e disposição. Quando falta este estado de espírito, pode-se considerar algum estágio de adoecimento do corpo ou da mente.

No sânscrito, a palavra prana significa a energia vital que está presente em todos os corpos vivos. Ela é responsável pela manutenção e preservação das condições saudáveis dos mais variados corpos vivos. O trabalho de ativar este fluxo intenso de prana é fundamental na prática de Yoga e uma das prioridades observadas no sistema de Ashtanga-Yoga, o que acaba não sendo tão importante em outros sistemas. E isto caracteriza a grade procura por este estilo de Yoga, atraindo tanto pessoas com um perfil mais energético e ativo, quanto praticantes mais calmos e contemplativos. Em ambas condições, o resultado será ativar os ares vitais do corpo energético para trazer a um equilíbrio uniforme. Em outras palavras, a prática acalma a ansiedade mental e favorece o reequilíbrio natural da saúde.

Porém, mais indicado que a rápida leitura deste artigo é iniciar sua prática com um profissional e ter sua própria experiência com seu ritmo vital. Boa prática!

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Jayadvaita Das

Especializou-se em pranayamas, Meditação e Filosofia Vedanta. Escritor, educador e ensaísta. Ministra estudos, cursos, workshops e vivências relacionadas ao Yoga e Espiritualidade. Saiba mais »

contato: contato@yogaculture.com.br
  • e-mail
  • Imprimir

MATÉRIAS RELACIONADAS

E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS

NEWSLETTER

GRATIS
minimize close
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA A NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS