Carregando pagina

Saúde > Prevenção e Cuidados

Aromas e cores que previnem 6 doenças

Terapias complementam tratamentos de enjoo, dores, tontura, má digestão e mais

 
Imagem: Juliana Cumplido (Personare)

Dores de cabeça, enjoos, má digestão, dores musculares, tonturas e labirintite, por exemplo, são algumas doenças e sintomas comuns nas grandes cidades. Muitas vezes nos acometem quando estamos estressados, ansiosos, sem energia e disposição, pois têm relação com nosso estado emocional. Nesses casos, usar óleos essenciais e cores pode ajudar a melhorar ou prevenir alguns desses problemas.

Todas as doenças se manifestam primeiro em nosso campo energético e, depois, se instalam no físico se nada fizermos para evitá-las."Todas as doenças se manifestam primeiro em nosso campo energético e, depois, se instalam no físico se nada fizermos para evitá-las."

Trabalhando nossos comportamentos repetitivos, pensamentos obsessivos, sentimentos e emoções de modo geral, a tendência é nos equilibrarmos, melhorando nossa qualidade de vida como um todo.

No entanto, sempre vale reforçar que quando falo em terapias alternativas, como é o caso da Aromaterapia e da Cromoterapia, é importante ficar bem claro que nenhuma dessas práticas deve ser substituída pelo tratamento médico. A investigação de doenças e sintomas deve ser feita junto ao profissional de saúde, para que ele faça um diagnóstico e possamos usar os tratamentos complementares.

Veja abaixo algumas dicas de uso de óleos e cores para prevenção e tratamento de sintomas, que devem ser usados como complemento ao tratamento médico.

Enjoos

O óleo essencial de Hortelã Pimenta é ideal para diminuir as náuseas porque ajuda e facilita a digestão. Para isso, basta pingar 1 gota em um lenço e inalar seu aroma cada vez que se sentir mal.

Contraindicação: o óleo essencial de Hortelã Pimenta não deve ser utilizado por pessoas com epilepsia, convulsões, asma, pois pode piorar os sintomas com o uso.

A cor azul, por ser calmante, e a verde, que tranquiliza, também amenizam os enjoos quando usadas em conjunto. Você pode misturar esses tons no seu visual ou até mesmo colocar objetos, nestas cores, próximos de si.

Dores de Cabeça

O óleo essencial de Lavanda tem ação analgésica e sedativa e por isto pode diminuir as dores de cabeça. Para isto, coloque 1 gota em cada dedo e massageie as têmporas, em movimentos circulares.

A cor azul, além dos efeitos calmantes, também é analgésica. Por este motivo, pode funcionar com um alívio imediato para dor de cabeça. Basta tomar diariamente 1 copo de água solarizada azul (aprenda aqui a preparar a água solarizada) ou fazer aplicação diária da cor por 5 minutos na região da dor - por meio de uma lanterna, por exemplo. Mas lembre-se: se a dor persistir é sinal de que há algo que precisa ser investigado. Neste caso, consulte um médico.

Má digestão, flatulência e dores abdominais

Neste caso, o óleo essencial de Hortelã Pimenta pode ser eficaz, pois facilita a digestão e é antiflatulento. Misture 5 gotas do óleo em 30g de creme ou gel neutro. Depois, massageie a região abdominal.

Contraindicação: o óleo essencial de Hortelã Pimenta não deve ser utilizado por pessoas com epilepsia, convulsões, asma, pois pode piorar esses sintomas.

Para os casos de intestino preso, o interessante é consultar um aromaterapeuta que pode fazer uma aplicação direta de luz verde (3 min) e laranja (10 min) na região abdominal. Outra opção é que você tome água solarizada na cor laranja (aprenda aqui a preparar a água solarizada), 1 vez por semana, até se sentir melhor.

Dores Musculares

Misture 5 gotas de óleo essencial de Lavanda - que é anti-inflamatória e analgésica - em 30 ml de óleo vegetal de Copaíba e faça uma massagem na região dolorida.

Vale lembrar que a cor azul também ajuda a diminuir as dores, pois possui efeito analgésico. Sendo assim, faça uso dela nas roupas, acessório, lâmpadas ou decoração.

Tonturas e vertigens

Pingue 1 gota de óleo essencial de Hortelã Pimenta e 1 gota de óleo essencial de Vetiver em um lenço e inale sempre que se sentir mal. Juntos, os dois óleos atuam no sistema nervoso central, ajudando a trazer equilíbrio e melhorar as vertigens.

Contraindicação: o óleo essencial de Hortelã Pimenta não deve ser utilizado por pessoas com epilepsia, convulsões, asma, pois pode piorar esses sintomas.

Estresse, crises de ansiedade e nervosismo

Neste caso, podem ser utilizados os óleos cítricos (como Laranja, Tangerina e Bergamota), além do óleo de Lavanda e Vetiver, que oferecem mais equilíbrio e tranquilidade, ajudando a amenizar os sintomas nervosos.

Já em relação às cores, o azul atua principalmente no sistema nervoso, então tem o poder de diminuir o batimento cardíaco em casos de ansiedade e estresse. A cor verde tranquiliza e equilibra, também ajudando a melhorar estes sintomas. Basta usar os tons em conjunto, seja em roupas, acessórios, esmaltes, lâmpadas ou decoração do ambiente no qual você passa mais tempo.

Lembrando que se esses sintomas persistirem, a procura do médico deve ser considerada.

É importante a orientação de um aromaterapeuta ou terapeuta especializado para entender seu problema e ajudar não só com as queixas físicas, mas também as emocionais, que podem gerar todos os sintomas abordados acima. Quando estamos saudáveis e equilibrados, com uma boa alimentação, prática de exercícios físicos, momentos de lazer e qualidade de vida, dificilmente ficamos doentes. Nossa saúde agradece!

Evento da autora

A aromaterapeuta e cromoterapeuta Solange Lima realiza atendimentos com foco em prevenção de doenças e melhora da saúde como um todo. Nas consultas, a especialista avalia individualmente as melhores combinações de óleos para cada caso, que funcionem como apoio ao tratamento médico. Para mais informações, mande um email para: solange@solangelima.net

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Solange Lima

Terapeuta holística e numeróloga. Utiliza técnicas como Florais, Aromaterapia, Cromoterapia, Shiatsu, Reflexologia e Reiki. Realiza atendimentos em São Paulo. Saiba mais »

contato: solange@solangelima.net
  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS