Carregando pagina

Família > Gravidez

Ajudando o corpo na gravidez

Alimentação para aumentar a disposição física e emocional

 

Estou rodeada de grávidas, uma vez por mês tenho chá de fraldas. Os papos giram em torno das estranhezas, mudanças e sensações do corpo: a quantidade de varizes, o peito que cresceu, as mexidas na barriga, o óleo de amêndoas, a natação, as roupas que não cabem mais, o cansaço no final do dia, as pernas para cima...

E, claro, o assunto alimentação não fica de fora: medo de ficar anêmica, de não engordar o suficiente por mês ou de engordar em excesso, os desejos, as compulsões.

Ser mãe exige da mulher disposição física e emocional. Mexe com os hormônios, sentimentos e instintos. Para essa nobre missão é importante ajudar o corpo, dar o combustível certo para ele desempenhar com carinho e perfeição o novo papel que se apresenta. Confira algumas informações importantes:

  • Na gravidez tudo que você consumir criará o ambiente para o desenvolvimento do bebê. E alguns alimentos não podem faltar como as proteínas: carne, frango e ovo caipira e peixe precisam ser consumidos diariamente. Vegetarianas e veganas devem consultar um especialista para uma reposição adequada.
  • A necessidade de ferro aumenta consideravelmente já que o volume de sangue da mulher dobra. Ou seja, feijão e folha verde escura na mesa todo dia. Muitas vezes é necessário ainda um complemento de ferro.
  • O cálcio também não pode ficar de fora. Algumas fontes de cálcio: queijo branco, iogurte desnatado, sementes, tofú, sardinha, salmão.
  • Certos alimentos atrapalham o corpo e devem ser evitados ao menos nesse período da vida de uma mulher, como café e bebidas que contenham estimulantes, corantes, conservantes e realçador de sabor: glutamato monossódio, embutidos como salsicha, presunto, mortadela e, claro, os já famosos vilões cigarro e bebida alcoólica.
  • Os enjôos matinais são freqüentes nos primeiros meses de gestação, um bom chá de hortelã ou de gengibre com banchá pode ajudar.

Lembre-se: O acompanhamento de um nutricionista durante a gravidez é fundamental.

Pela primeira vez olho para as minhas amigas e reparo uma calma, uma serenidade, maturidade, como se a ansiedade de menina, adolescente, estivesse aplacada, sedada, como se estivesse completado com a peça que estava faltando. Cara de preenchimento. Cara de mãe.

Dedico esse artigo a todas as mães de primeira, segunda, terceira viagem, as mães de leite, mães de coração, as mães emprestadas, de consideração e as minhas amigas que resolveram engravidar todas em série: Renata, Monica, Sandrinha, Mila, Jojo, Joana.

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR

Julia Comodo

Jornalista, pesquisadora alimentar, acredita que a alimentação natural é uma escolha que pode transformar a vida das pessoas. Mantém o blog http://diariodeumanatureba.blogspot.com/ Saiba mais »

contato: juliacomodo@gmail.com
  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS