Carregando pagina

Beleza > Estética

Água termal: o que é e para que serve?

Produto não possui contraindicação e melhora aspecto e saúde da pele

Por: Carolina Reato Marçon

 
Imagem: Foter

As águas termais apresentam uma composição específica, diferente da água mineral convencional, possuindo menor quantidade de sódio e maiores percentuais de selênio, cálcio, ferro, zinco e manganês - o que lhes confere propriedades terapêuticas e dermatológicas, como limpeza e hidratação da pele, suavização de olheiras e cicatrização, além de acalmar e amenizar irritações e dermatites. Também podem ser utilizadas após procedimentos como peelings e lasers.

Este tipo de água é extraído de variadas fontes, dependendo da marca do produto. É uma água subterrânea, que foi enriquecida durante anos pelos minerais das rochas e que retorna a superfície em fontes com temperaturas que vão de 37 a 50ºC, espalhadas em vários lugares do mundo. No Brasil, as principais ficam em Caldas Novas (Góias) e em Águas de São Pedro e Ibirá, (São Paulo).

As propriedades das águas variam de acordo com a região e o tipo de rocha pelo qual passou. A maior parte tem cálcio, ferro, zinco e magnésio, mas cada uma apresenta uma particularidade e um diferencial - além do processo de filtração próprio ao qual são submetidas, que mantém seus minerais em ótimas condições e garante que estejam livres de bactérias e outros microrganismos.

Normalmente se apresentam na forma de spray, mas podem também ser parte da composição de cremes e loções hidratantes. Podem ser aplicada sem restrição, já que o produto é apenas água com concentrações elevadas de minerais.

Indicações para uso da água termal

Refrescar

Pode ser borrifada sobre a pele em um dia quente ou após atividade física intensa para alívio do desconforto e calor. Mas não esqueça de aplicar filtro solar após o uso da água, se houver exposição solar, pois o produto não protege dos raios UV.

Hidratação

Devido suas propriedades minerais, pode ser usada para hidratar a pele ressecada, atuando também em sinergia com os cremes hidratantes. Pode ser aplicada antes do hidratante convencional para potencialização do efeito ou usada para hidratar a pele ressecada durante viagem de avião, em ambientes com calefação ou ar condicionado por tempo prolongado.

Acalmar

Sua composição confere propriedades calmantes e suavizantes para peles irritadas, como dermatite, hipervascularização (ex.: rosácea), inflamação e após procedimentos como peelings e lasers. O ideal é deixar a garrafinha de água termal na geladeira e borrifar a pele sempre que preciso. A água gelada faz com que ocorra vasoconstrição e melhora do calor local, ardência e desconforto.

Limpeza

Pode ser usada para limpeza, em especial de peles sensíveis e reativas.

Cicatrização

As águas termais que possuem altas concentrações de enxofre e zinco podem favorecer o processo cicatricial, sendo uma boa escolha para uso após procedimentos dermatológicos como peelings e lasers.

Bolsas e Olheiras

Compressas com algodão + água termal gelada sobre os olhos pode propiciar melhora temporária das bolsas e olheiras. Isso porque a baixa temperatura promove vasoconstrição, diminuído a congestão local. Já as propriedades hidratantes do produto levam a uma melhora do aspecto da pele. Pode ser uma boa tática após uma noite mal dormida, ou antes da maquiagem, para melhorar o aspecto da região ao redor dos olhos.

Esta matéria foi útil para você?

SOBRE O AUTOR
Carolina Reato Marçon

Carolina Reato Marçon

Médica Dermatologista, Membro Titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia . Fellowship em Cosmiatria e em doenças dos cabelos e unhas, pelas universidades de Duke e de Bolonha. carolrmarcon@hotmail.com

  • e-mail
  • Imprimir
E-mail para receber matérias da Revista

RECEBA NOSSA NEWSLETTER

NOVAS MATÉRIAS A CADA 15 DIAS