Marcia Fervienza
Por Marcia FervienzaLeia em 3 min.17/01/2017 Atualizado em 01/05/2018

3 passos para resgatar a relação mais importante de sua vida

Descubra quem é a pessoa com a qual deve fortalecer vínculos para ter sucesso

3 passos para resgatar a relação mais importante de sua vida

Muita gente acredita que para progredir ou “vencer na vida” é preciso reprimir os aspectos de sua personalidade que consideram negativos. Acham que precisam impor a si mesmas mais disciplina e, com isso, se julgam, se reprimem, violando em última instância a relação entre o consciente e o inconsciente, destruindo a própria autoconfiança e eventualmente causando traumas.

Mas, na verdade, a estrada para o sucesso não precisa ser construída desta forma. Ter uma boa relação consigo mesmo é a essência da vida e isso significa estar em sintonia com todas as partes que fazem de você quem realmente é – sejam elas positivas ou negativas. Portanto, para que isso aconteça, experimente seguir os três passos abaixo.

3 passos para entrar em sintonia com você

1 – Arrependimento e perdão

O primeiro passo para reatar um relacionamento que se rompeu em nossas vidas, ainda que seja um relacionamento com a gente mesmo, é sempre se desculpar pelo nosso comportamento e pedir perdão. Sem arrependimento e perdão, a relação não poderá ser reatada. Mas se desculpar pelo quê? Pela forma como você vem se tratando nos últimos anos, por ter deixado de ouvir o seu coração em algum momento, por ter sucumbido às demandas externas e renunciado aos seus valores para responder ao que os outros esperavam de você, por ter adotado atitudes e comportamentos que não estão em sintonia com as suas crenças verdadeiras… Os motivos pelos quais perdemos o contato com a nossa essência são diferentes para cada um e dependem da nossa história. O importante é conseguir determinar quando este rompimento ocorreu, qual foi o elemento que o motivou e se desculpar.

Para ser eficiente, esse pedido de desculpas deve conter três saberes:

  •  Um entendimento claro da dor que nos causamos e por que estamos pedindo desculpas.
  • A consciência do porquê isso aconteceu e o que causou o comportamento negativo.
  • Um plano concreto sobre como evitaremos que isso volte a acontecer no futuro

2 – Desenvolva um sistema de compreensão interna

Embora seja extremamente determinante em nossas vidas, o nosso inconsciente não possui linguagem verbal. Portanto, você precisa aprender a entender a sua própria linguagem. Sua comunicação costuma ocorrer através de intuições, imagens, sensações, emoções, pensamentos, sonhos, etc. e sempre será simbólica. Seja qual for o meio que o seu inconsciente escolher, caberá a você decifrar e entender a mensagem.

Agora, como saber quando um sonho, sentimento ou pensamento é uma comunicação do seu inconsciente? Só analisando e tentando decodificá-lo. Esta não é uma tarefa fácil, mas quanto mais autoconsciência possuímos, mais intuitivo o processo se torna. E, uma vez decodificada, é preciso agir sobre a mensagem, seja para superar o trauma ao qual se refere, para corrigir um entendimento equivocado de si mesmo, para redirecionar aquela relação ou situação, etc. Aqui também as possibilidades são inúmeras e variam muito de acordo com a história de cada um.

+ Reprograme sua mente par atingir o sucesso

+ Aprenda o significado dos seus sonhos

3 – Pergunte-se: “para quê?”

Como vimos anteriormente, muitas vezes o nosso inconsciente se comunica conosco através do nosso corpo físico, em forma de sensações, sentimentos e pensamentos. E sempre que estas manifestações nos causam algum desconforto, automaticamente tentamos dar-lhe um nome: ansiedade, estresse, etc. Claro, ao colocar um nome no que sentimos, fica mais fácil lidar com eles e resolvê-los. No entanto, quando se trata de comunicação do inconsciente, antes de resolvê-los é preciso entendê-los. Em vez de rotular sentimentos, pensamentos e sensações assim que ocorrem, pare e pergunte: “se este sintoma pudesse falar, o que ele estaria me dizendo? Qual a mensagem? O que meu inconsciente quer me dizer?”. Se for escutado e você fizer os ajustes necessários, o sintoma terá atingido o seu objetivo e desaparecerá imediatamente. Porque o sintoma é só isso: o inconsciente querendo ser ouvido.

+ Estresse acumulado gera somatização

+ O que há por trás da raiva?

Marcia Fervienza

Marcia Fervienza

Astróloga há mais de 15 anos e psicóloga, atua como colaboradora em Astrologia para diversas revistas e possui trabalhos publicados em vários países. Oferece atendimentos astrológicos presenciais e virtuais.